“A Pesca no Algarve Medieval” de José Marcelino Castanheira apresentado  no Centro Interpretativo da Lota de Sagres

A Direção Regional de Cultura do Algarve, através da Unidade Orgânica Fortaleza de Sagres e Ermida de N.ª Sr.ª de Guadalupe, assinala o Dia Mundial dos Oceanos com a apresentação do livro “A Pesca no Algarve Medieval”, de José Marcelino Castanheira, no dia 12 de junho, domingo, pelas 16h00, no Centro Interpretativo da Lota de Sagres. A apresentação do livro conta ainda com a introdução de Dário Teixeira (Clube do Livro de Sagres)  e com o apoio da Câmara Municipal de Vila do Bispo.

“A Pesca no Algarve Medieval” é um título forte que, só por si, desperta grande curiosidade por se presumir, e bem, que traz conhecimento novo sobre um tempo que, por muito distante, costuma gerar imagens demasiado simplistas ou inferidas de épocas posteriores. (…)

A síntese escrita capta a realidade das pescas algarvias desde o século XII, período remoto durante o qual o Algarve era ainda o Gharb al-Andaluz, até ao reinado de D. Manuel I, no começo do século XVI.” Prof. Doutor Álvaro Garrido

José Marcelino Castanheira, filho e neto de algarvios tem uma ligação de quarenta anos, ao mar e à pesca. Mestre em História e Patrimónios – variante História do Algarve e Doutorando em Estudos do Património, pela Universidade do Algarve.  A militância política e o associativismo traduzem preocupações com as vivências da comunidade e impelem-no ao exercício e intervenção cívica ativas. É Presidente da APOS – Associação para a Defesa e Valorização do Património Cultural e Ambiental de Olhão e colabora regularmente na imprensa regional.

O livro foi editado pela Sul, Sol e Sal, e apoiado pela DRCAlg, através do programa de Apoio à Edição de Obras Temáticas sobre o Algarve.

PUBLICIDADE