162º aniversário do nascimento de Manuel Teixeira Gomes assinalado com doação de pintura e apresentação de futuro núcleo museológico

Programa prossegue com conferência-debate “Teixeira Gomes – A Guerra e a Paz”, marcada para 3 de junho, a cargo do professor catedrático Nuno Severiano Teixeira.

O Município de Portimão está a assinalar de forma especial o 162º aniversário do nascimento de Manuel Teixeira Gomes, que se registou a 27 de maio, tendo as comemorações arrancado no dia seguinte com a apresentação do programa preliminar relativo ao futuro núcleo museológico da Casa Manuel Teixeira Gomes.

A antecipar a divulgação do programa preliminar museológico do novo equipamento cultural, a Casa Manuel Teixeira Gomes recebeu das mãos de António Macieira Coelho o quadro “A Adoração dos Reis Magos”.

O doador é filho do professor Eduardo Coelho (1895-1974), que se correspondeu com Manuel Teixeira Gomes e a quem o escritor ofereceu esta pintura, já na fase final da sua vida.

Na ocasião, António Macieira Coelho leu um texto, no qual falou sobre a sua história de vida, recordando as memórias que o ligam à obra agora ofertada e a sua relação com o universo de Teixeira Gomes.

O quadro irá em breve ser alvo de estudo e de uma intervenção de restauro habilitada, passando a fazer parte do futuro acervo do núcleo museológico da Casa Manuel Teixeira Gomes.

Presente na cerimónia, a presidente da Câmara Municipal de Portimão, Isilda Gomes, realçou a importância desta doação “de valor inestimável”, bem como considerou o futuro núcleo museológico como “um projeto de grande relevância.”

O programa preliminar da nova estrutura, apresentado pela chefe da Divisão de Museus e Património da Câmara Municipal de Portimão, Isabel Soares, prevê a sua reabilitação e valorização histórica, assumindo a Casa como um “objeto museográfico” que deverá recuperar os principais e mais significativos elementos pré-existentes, bem como a recuperação do imóvel onde funcionou a loja de velharias “A Tralha”, que fazia parte da construção original, com uma leitura única da fachada.

A investigação e divulgação da figura de Teixeira Gomes, das coleções e dos estudos a ele associados, é outro objetivo, nomeadamente com a criação de um gabinete específico, promovendo desta forma a continuidade dos estudos sobre o escritor-Presidente.

Na oportunidade, foi também realçada a riqueza do acervo e proposta a elaboração de uma exposição de referência, intitulada “Manuel Teixeira Gomes – O regresso a casa”, que dará a conhecer de forma educativa, lúdica e interativa este ilustre portimonense nas suas diferentes facetas como escritor, viajante, político e diplomata.

Inserido na Área de Reabilitação Urbana e na Zona de Proteção de Bens Culturais, o edifício em causa complementa o espaço onde o antigo Presidente da República nasceu e corresponde a mais de metade da área original, permitindo melhores condições para o funcionamento das diversas valências da Casa Manuel Teixeira Gomes, nomeadamente a exposição do espólio pessoal, artístico e patrimonial do seu patrono.

O respetivo projeto de execução deverá estar concluído no início de 2024 e consagra a recuperação dos espaços já existentes, revertendo sempre que possível as descaracterizações sofridas ao longo dos anos.

Conferência-debate “Teixeira Gomes – A Guerra e a Paz”

A programação que assinala os 162 anos do nascimento do mais prestigiado portimonense, da responsabilidade do Município de Portimão, encerrará a partir das 18h30 do dia 3 de junho, com a conferência-debate “Teixeira Gomes – A Guerra e a Paz”, a cargo do professor catedrático Nuno Severiano Teixeira.

Confesso admirador da obra literária de Teixeira Gomes, o conferencista abordará o relevante papel do então ministro plenipotenciário de Portugal em Londres aquando da entrada do país na Grande Guerra (1914-1918), bem como enquanto chefe da delegação portuguesa nas complexas negociações que levaram aos acordos de paz, nas conferências internacionais de Spa, Londres, Génova e Genève, chegando a vice-presidente da assembleia-geral da Sociedade das Nações, antecessora da ONU.

Nuno Severiano Teixeira é professor catedrático e vice-reitor da Universidade Nova de Lisboa, além de diretor do Instituto Português de Relações Internacionais.

Doutorado em História das Relações Internacionais pelo Instituto Universitário Europeu, Florença e agregado em Ciência Política e Relações Internacionais pela Universidade Nova de Lisboa, foi ministro da Administração Interna (2000/2002) e ministro da Defesa (2006/2009), tendo obra publicada sobre história militar, história das relações internacionais, história da construção europeia e questões de política externa, segurança e defesa.

PUBLICIDADE