Cartas de um Morto – Mundo Mãe, Mundo Caos é a minha primeira obra literária do autor

Cartas de um Morto – Mundo Mãe, Mundo Caos é a minha primeira obra literária, e foi no solitário Trilho dos Pescadores, na Costa Vicentina, que aproveitei para escrever sobre a complexidade da dor que sinto pela perda da minha mãe. Ao carinho e à cumplicidade sobrepôs-se a estranheza da saudade e a resistência em aprender a viver com a sua ausência. A editora refere que “com palavras emocionadas, plenas não só de sensibilidade mas também de talento, ‘Cartas de um Morto – Mundo Mãe, Mundo Caos’ é uma comovente, poética e derradeira declaração de amor a quem perdurará para sempre no coração do autor”.

Video:https://fb.watch/cDH_Y0Noal/

PUBLICIDADE