ARS Algarve renova contratos-programa em 14 unidades de internamento de cuidados continuados integrados da região

Sete Unidades de Longa Duração e Manutenção, cinco Unidades de Média Duração e Reabilitação, duas de Convalescença no âmbito da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) do Algarve, celebraram a renovação dos contratos-programa com a Administração Regional de Saúde do Algarve (ARS Algarve), durante os meses de março e abril.  

As cerimónias da assinatura de protocolos decorreram na sede da ARS Algarve na presença do Presidente do Conselho Diretivo da ARS Algarve, Paulo Morgado, da Diretora do Centro Distrital de Faro do Instituto de Segurança Social, Margarida Flores, da Coordenadora da Equipa de Coordenação Regional dos Cuidados Continuados Integrados do Algarve, Fernanda Faleiro, e dos representantes de cada uma das Unidades de Internamento.  

As renovações de contratos-programa realizadas foram com as seguintes unidades:  

  • 2 Unidades da Fundação Algarvia de Desenvolvimento Social, em Estoi, uma de Longa Duração e Manutenção e uma de Média Duração e Reabilitação; 
  • 1 Unidade de Média Duração e Reabilitação de Olhão, da Associação Cultural e de Apoio Social de Olhão; 
  • 1 Unidade de Média Duração e Reabilitação de Loulé, da Santa Casa da Misericórdia de Loulé; 
  • 2 Unidades da Al-Vita, PRO-FN, Serviços de Saúde, uma de Convalescença e uma de Média Duração e Reabilitação em Portimão; 
  • 2 Unidades da Santa Casa da Misericórdia de Portimão, uma de Convalescença e uma de Média Duração e Reabilitação; 
  • 1 Unidade de Longa Duração e Manutenção no Algoz, do Lar Quinta de São Sebastião;
  • 1 Unidade de Longa Duração e Manutenção, em Castro Marim, da Associação de Bem Estar Social da Freguesia do Azinhal;  
  • 1 Unidade de Longa Duração e Manutenção, no concelho de Aljezur, da Casa da Criança do Rogil;  
  • 1 Unidade de Longa Duração e Manutenção em Santa Catarina da Fonte do Bispo, da Cruz Vermelha Portuguesa – Centro Humanitário de Tavira;  
  • 1 Unidade de Longa Duração e Manutenção da Santa Casa da Misericórdia de Faro; 
  • 1 Unidade de Longa Duração e Manutenção da Santa Casa da Misericórdia de Estômbar, em Lagoa. 

No âmbito da RNCCI, a região do Algarve dispõe atualmente de um total de 532 camas, sendo 74 de convalescença, 142 para internamentos de média duração e reabilitação e de 316 para internamentos de longa duração e manutenção.   

PUBLICIDADE