Portimão volta a acolher o Symposium Internacional de Escultura

18 a 24 de abril – Alcalar

Após alguns anos de interregno, Portimão vai receber entre 18 e 24 de abril a sétima edição do Symposium Internacional de Escultura, que mobilizará três artistas de diversas nacionalidades para trabalhar ao vivo junto aos Monumentos Megalíticos de Alcalar.

Todos os dias, entre as 10h00 e as 13h00 e das 14h00 às 16h30, poderá ser seguido presencialmente o processo produtivo de Thierry Ferreira (França), Oscar Aguirre Comendador (Argentina) e Sylvan Patte (Bélgica), que transmitirão nos megálitos de mármore rosa ao seu dispor sentimentos e sensibilidades, em constante diálogo e partilha com os visitantes, que assim podem acompanhar ao vivo o processo de criação de uma obra de arte escultórica.

Imaginado inicialmente para quatro escultores, a ausência de liberdade impediu a vinda até Portimão da escultora ucraniana Lyudmyla Mysko, homenageada num gesto solidário, com a colocação no espaço de uma pedra nua, envolvida pela bandeira ucraniana, que não respirará, impedida de ganhar forma ou arte.

Segundo o curador e produtor do Symposium, Arlindo Arez, também responsável pela Associação Cultural Cuneo-Sularte, “nos últimos tempos o confinamento despertou em muitos de nós experiências de ansiedade e incerteza temporal. As memórias confundiam-se, o tempo passava, ora mais rápido ora mais lento e, no crescente turbilhão de inúmeros dias iguais, ficámos desnorteados, profundamente incertos, perdidos.”


“Durante este sétimo simpósio, os artistas presentes propõem-nos voltar a algumas certezas: um lugar singular, já há muito tempo entendido como sagrado e seguro, ou seja, os monumentos da necrópole de Alcalar, onde explorarão através da escultura monumental em pedra a possibilidade de continuidade, de certeza, e os pontos de contacto ao longo do tempo, rodeados dos seus antecessores megalíticos, porque neste mar de incertezas algumas coisas certas não são estanques, mas movem-se com o tempo, e sobretudo, connosco.”

Promovido pela Cuneo-Sularte em parceria com o Museu de Portimão e a Câmara de Portimão, o Symposium insere-se na programação das comemorações do 50º aniversário do 25 de Abril no município.

“Pensando e esculpindo para o mundo”

Em paralelo com este encontro de escultores, e também por iniciativa da Cuneo-Sularte, será exibido no Centro de Acolhimento e Interpretação dos Monumentos Megalíticos de Alcalar um vídeo e expostas duas esculturas sobre o tema “Pensando e esculpindo para outro mundo”.

O vídeo resulta do desafio lançado a 37 escultores pelo Instituto Ivy Maraey, situado no estado brasileiro de Rio Grande do Sul, na sua maioria artistas nómadas que deixam as suas obras pelo mundo onde são solicitados, ou simplesmente semeiam cultura de grupo e deixam marca da sua passagem.

Devido à Covid-19 e às restrições impostas durante dois anos, esses artistas ficaram confinados, o que levou muitos a sobreviverem em estados de fragilidade económica e depressiva pela impossibilidade de trabalhar, viajar e dar forma física aos seus projetos.

São os testemunhos desses escultores, oriundos de vários quadrantes geográficos e expressando-se na sua língua materna, que o vídeo reúne, revelando as suas vivências e dificuldades, bem como as soluções que adotaram nesse conturbado período.

A promover a cultura em Portimão desde 2007

Criada em 2007 por um grupo de pessoas relacionadas com Portimão, entre artistas e apreciadores de arte, a Cuneo-Sularte Associação Cultural visou desde a sua origem cooperar com o Município na organização, criação e produção de eventos culturais.

Durante a sua existência, realizou diversos eventos, entre os quais workshops e master-classes de instrumentos, sobre orientação de professores de renome internacional, além de conferências e concertos, exposições, encontros de artistas, etc, sem esquecer o desenvolvimento de parcerias com organismos de vários países que resultaram em atividades nas quais o nome de Portimão foi levado a outros quadrantes.

Os seis simpósios internacionais de escultura promovidos até à data constituem o principal projeto da associação, de onde resultaram esculturas monumentais de renomeados escultores internacionais que podem ser vistas nas zonas ribeirinhas de Portimão e Alvor.

Foram igualmente realizados dois encontros internacionais de pintores, em parceria com a Câmara Municipal e o Museu de Portimão, os quais juntaram na cidade artistas de currículo Internacional e jovens emergentes na pintura contemporânea abstrata.

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Na data em que arranca o VII Symposium Internacional de Escultura, 18 de abril, comemora-se o Dia Internacional dos Monumentos, que será assinalado em Portimão com visitas gratuitas a diversos espaços culturais.

Estão abrangidas por esta medida municipal as visitas orientadas aos Monumentos Megalíticos de Alcalar, onde decorre o simpósio, bem como ao Museu de Portimão e à Casa Manuel Teixeira Gomes, que decorrerão às 10h00 e às 15h00 nos três equipamentos, devendo os interessados fazer marcação prévia até 15 de abril, através do email rec.museu@cm-portimao.pt ou do telefone 282 405230.

PUBLICIDADE