Fabian Marozsan vence o Loulé Open e conquista o título mais importante da carreira

Húngaro deu a volta a uma final marcada pelas condições meteorológicas

12.º edição do Loulé Open distribuiu 25.000 dólares e pontos ATP

O húngaro Fabian Marozsan sagrou-se, este domingo, campeão do 12.º Loulé Open, ao derrotar o austríaco Lucas Miedler na final de singulares do torneio internacional de 25.000 dólares que o Clube de Ténis de Loulé organizou com os apoios da Câmara Municipal de Loulé e da Federação Portuguesa de Ténis.

Número 364 do ranking ATP, Marozsan revelou mais agilidade na adaptação às difíceis condições meteorológicas que marcaram o derradeiro dia da competição e deu a volta a Miedler (312.º classificado e terceiro pré-designado) para vencer pelos parciais de 6-7(6), 6-1 e 6-3 após 1h56.

A final iniciou-se no Clube de Ténis de Loulé, mas devido à chuva teve de ser transferida para a Vale do Lobo Tennis Academy poucos minutos após o começo da partida decisiva. No novo palco, os dois jogadores trocaram rapidamente quebras de serviço, mas Marozsan cedo demonstrou melhor capacidade de adaptação e tirou partido das novas condições para criar dificuldades a Miedler e aproveitou a sua quebra de rendimento para selar a vitória.

Com uma semana perfeita no Clube de Ténis de Loulé, Fabian Marozsan conquistou o primeiro título da temporada, o quinto da carreira e também o mais importante, por tratar-se do primeiro em provas de 25.000 dólares.

Fabian Marozsan, campeão do Loulé Open: “Estou muito feliz. Quero começar por agradecer a toda a organização do torneio, sei que não foi uma semana fácil por causa da chuva nos primeiros dias. Em relação ao encontro de hoje, também não foi fácil porque primeiro começou por estar muito vento e depois choveu muito, mas estou muito feliz por ter conseguido adaptar-me às condições. Acho que joguei melhor a cada encontro que disputei e consegui ser feliz.”

Lucas Miedler, finalista do Loulé Open: “Foi uma semana muito difícil. A chuva dos primeiros dias não ajudou e hoje a final também foi disputada em condições muito difíceis, mas não podemos alterar o tempo. A mudança de court hoje afetou-me muito, porque arrefeci e não voltei a conseguir entrar no jogo, mas de qualquer forma ele jogou muito bem e mereceu a vitória.”

PUBLICIDADE