Município de Silves, através do seu projeto de animação comunitária “Vem bater à minha porta,” foi até Pêra

O Município de Silves, através do seu projeto de animação comunitária “Vem bater à minha porta,” foi até Pêra, bater à porta da D. Maria José Fabião, para uma tarde de partilha de memórias e de rotinas diárias.

Os temas abordados foram bastante diversificados. Desde as suas recordações, aos entes queridos que já partiram, esta simpática septuagenária falou sobre a importância que o voluntariado local representou na sua vida e a sua dedicação aos trabalhos artesanais em renda. Tempo houve, ainda, para, afetuosamente e com um brilho nos olhos, falar sobre as filhas e os netos.

Estimular a memória e dar resposta ao isolamento da população mais idosa no concelho; através da dinamização de jogos com imagens temáticas de tempos livres, animais de estimação, memórias e de curiosidades, exercitando assim, as suas capacidades intelectuais e de expressão são os principais objetivos do projeto de animação comunitária “Vem bater à minha porta”.

PUBLICIDADE