«Território Museu» da Eurocidade do Guadiana mostra-se na Bolsa de Turismo de Lisboa

A Eurocidade do Guadiana apresentou, esta quinta-feira, na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), o projeto «Território Museu – Eurocidade do Guadiana», uma iniciativa que reúne a oferta cultural, patrimonial e natural da Eurocidade, a qual foi analisada e estruturada num plano museológico e museográfico.

Baseado em 8 percursos principais, dos quais são exemplo a Rota da Fé ou a Grande Rota da Marinha, o projeto «Território Museu» incentiva a circulação dos visitantes entre concelhos e promove a valorização do território comum.

Para o vice-presidente da Câmara Municipal de VRSA, Ricardo Cipriano, presente no evento, «o projeto Território Museu complementa a já vasta oferta de lazer, cultura e natureza da Eurocidade, além de incentivar os cidadãos a conhecer e usufruir do rico património comum».

O projeto «Território Museu» faz parte do projeto EuroGuadiana 2020, financiado pela União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Interreg VA.

O objetivo é organizar a riqueza patrimonial da Eurocidade por eixos temáticos e roteiros interpretados para que o visitante possa percorrer o território a partir de qualquer um dos três municípios e desfrutar dos seus atrativos consoante a sua área de interesse.

A BTL é o maior evento nacional de turismo e realiza-se anualmente na FIL – Parque das Nações, dirigindo-se quer aos profissionais, quer ao público em geral. 

A Eurocidade do Guadiana, constituída pelos municípios portugueses de Vila Real de Santo António e Castro Marim e pelo município espanhol de Ayamonte, é um projeto que vai além da cooperação institucional e pretende o fortalecimento da ligação histórica já existente entre os três municípios raianos.

PUBLICIDADE