CHUA celebrou Dia Mundial da Alimentação no Centro de Experimentação Agrária de Tavira

No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Alimentação, que se assinalou no dia 16, mais de 30 participantes marcaram presença, na visita «Hoscult – Património Saúde» que decorreu no Centro de Experimentação Agrária de Tavira.

O objetivo desta visita promovida entre o Centro Hospitalar Universitário do Algarve e a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve, foi dar a conhecer a maior coleção de variedades tradicionais de fruteiras e de castas de vinha do Algarve e de Portugal, ao longo de 29 hectares no Centro de Experimentação Agrária de Tavira.

Guiada por Cristina Fé Santos, do Gabinete de Comunicação e Relações Exteriores do CHUA e António Marreiros, Engenheiro da DRAP Algarve, esta visita foi ainda enriquecida com o contributo de Luísa Geada, coordenadora do Serviço de Dietética e Nutrição do CHUA, alertando para a importância de hábitos e estilos de vida saudáveis, a escolha de produtos frescos da época e proporcionando a reflexão sobre como o comportamento de cada um pode ajudar a mudar o quadro da alimentação mundial.

De acordo com a organização o objetivo foi “ envolver o capital humano hospitalar e a comunidade algarvia com vista ao envolvimento e conhecimento da história da saúde da região”.

Esta visita sensibilizou também para os desafios que a manutenção de todo o CEAT exige de todos os envolvidos para a preservação da biodiversidade na região algarvia.

Visitas Hoscult – Património Saúde reúnem mais de 60 participantes

Já no passado mês de Setembro o projeto Hoscult – Património Saúde, foi até ao concelho onde a qualidade de ar inspirou o investimento em saúde, São Brás de Alportel. Concelho que assiste ao longo do séc. XX à construção de quatro hospitais, o Sanatório Carlos Vasconcelos Porto (SCVP) inaugurado em 1918, com a finalidade de tratar os ferroviários portadores de tuberculose. Ao longo dos anos vários são os projeto e lançamentos que não chegam a ser concluídos mas que revelam o contributo deste concelho na saúde da região.

Em 1928 é apresentado o projeto para outro hospital, da autoria do arquiteto Carlos Ramos, com o lançamento da primeira pedra em 1931, não chegando a ser concluído.

Nos anos 40 surge uma proposta para a construção de um outro sanatório, num terreno localizado a nascente do SCVP, adquirido pela Junta Central da Casa dos Pescadores, um projeto de grandes dimensões da autoria do arquiteto Jorge Oliveira, mas que acabou por não ser construído.

Essa ampliação vem a ser construída com um projeto do arquiteto Augusto Galvão, da Comissão das Construções Hospitalares e é inaugurada em 1968.

Em 1966 é finalmente inaugurado em São Brás de Alportel um hospital para cuidar dos são-brasenses, oferta do benemérito José Lourenço Viegas, espaço onde hoje se encontra o Centro de Saúde de São Brás de Alportel. A viagem do Hoscult – Património Saúde continua no próximo mês de novembro, por outro concelho algarvio convidando todos para a descoberta do património da saúde no Algarve.

PUBLICIDADE