Entrega de açúcar às explorações apícolas nas zonas atingidas pelos incêndios que lavraram em agosto no Algarve.

A Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAP Algarve) continua a prestar o apoio direto aos produtores pecuários e apicultores das zonas atingidas pelos incêndios florestais ocorridos em agosto, nos concelhos de Castro Marim, Tavira e Vila Real de Santo António.

Iniciou esta semana a distribuição de açúcar para as colónias de abelhas, num total de 8000Kg, que irão abranger um universo de 15 apicultores das áreas afetadas.

Com a chegada de novo carregamento de feno e ração para gado, a DRAP algarve dá continuidade à entrega direta de alimentação animal de emergência aos produtores pecuários que dela necessitam. Serão assim distribuídos nesta fase aproximadamente 13.500Kg de palha e 8100Kg de cereais (milho e cevada) por 11 produtores de pequenos ruminantes.

Uma grande percentagem de terrenos agrícolas destinados à pastagem animal, bem como locais de guarda de alimento animal, designadamente palheiros, foram consumidos pelo fogo, deixando os animais de produção privados de alimento imediato, pelo que este apoio extraordinário à alimentação animal, objeto de despacho por parte da tutela, é de extrema importância para as explorações pecuárias e apícolas situadas nas localidades lesadas.

PUBLICIDADE