#EUChooseSafeFood: ASAE e Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (EFSA) lançam campanha que promove a confiança nas escolhas alimentares

Escolher e preparar uma refeição para si, para um grupo de amigos ou para a família é uma responsabilidade. Além de fazer uma refeição saborosa, precisa de garantir que a comida é fresca, que não contém alergénios indesejados e que foi armazenada e confecionada corretamente. Dá que pensar! A nova campanha da EFSA – #EUChooseSafeFood – tem como objetivo consciencializar a população para a ciência que está por trás da segurança alimentar na União Europeia e para ajudar os consumidores a tomarem decisões informadas acerca das escolhas alimentares do dia-a-dia, com a tranquilidade de saber que os seus alimentos são seguros.

Lançada a 31 de julho, o objetivo da nova campanha da EFSA, a nível europeu, é encorajar a sociedade a tomar decisões alimentares com confiança, explicando o papel essencial da ciência e dos cientistas na segurança alimentar. Desde ajudar a decifrar as etiquetas e a compreender os aditivos, até aconselhar sobre o porquê de as batatas cruas não deverem ser conservadas no frigorífico, a campanha oferece informação de grande utilidade prática para os consumidores.

Filipa Melo de Vasconcelos, Subinspetora-Geral da ASAE, deu as boas-vindas à campanha: “Esta iniciativa é extremamente importante e vai contribuir para fortalecer a confiança dos consumidores no sistema alimentar. Esta campanha destaca o papel crucial da cooperação constante entre a EFSA, autoridades competentes, organizações de consumidores, produtores alimentares, academia e a sociedade civil, através da ASAE enquanto Autoridade de Segurança Alimentar e seu Focal Point nacional. É essencial que os cidadãos Europeus conheçam e, acima de tudo, confiem nos alimentos que ingerem, onde quer que estejam dentro da geografia da União Europeia, conhecida como o espaço alimentar mais seguro do Mundo.”

Com um público-alvo entre os 25 e os 45 anos, a campanha também vai explicar o papel da EFSA na contribuição das normativas europeias, que protegem os consumidores e toda a cadeia alimentar.

Um conjunto de materiais #EUChooseSafeFood também estará disponível no website oficial da campanha, incluindo imagens, pequenos vídeos e posts para social media em diferentes línguas, de forma a simplificar o envolvimento das autoridades nacionais e associações na campanha. 

Para mais informações visite https://campaigns.efsa.europa.eu/EUChooseSafeFood/#/index-pt

Sobre a campanha

A campanha será realizada durante todo o verão de 2021. Visa aumentar a consciencialização sobre a ciência por trás dos nossos alimentos e contar a história dos cientistas que trabalham para garantir a segurança dos nossos alimentos. O seu objetivo geral é incentivar os cidadãos a pensarem criticamente sobre as suas escolhas alimentares diárias.

A campanha é dirigida a um público de cidadãos não especializados, com idades entre os 25 e os 45 anos, com um enfoque extra nas mulheres e pais jovens. Este público está interessado em temas de bem-estar, saúde, culinária, estilo de vida ativo e/ou segurança alimentar, mas por vezes pode sentir-se sobrecarregado com a complexidade das informações disponíveis.

O estilo de comunicação da campanha será informativo, fácil de digerir e alegre. Visa disponibilizar informações úteis sobre a ciência e a segurança por detrás das escolhas alimentares diárias através de um pequeno conteúdo. A campanha visa também, sempre que possível, dar mais visibilidade aos cientistas através de entrevistas ou depoimentos.

Embora os meios de comunicação digitais e as redes sociais sejam os principais canais para promoção da campanha, os esforços de divulgação serão complementados por meios de comunicação/parcerias conquistadas (rádio, imprensa escrita, TV) ou presença em vários eventos.

Sobre a EFSA

A EFSA é uma agência Europeia fundada pela União Europeia que opera de forma independente da legislação Europeia e instituições executivas (Comissão, Conselho e Parlamento) e Estados-Membros da EU.

Foi criada em 2002 depois de uma série de crises alimentares no final dos anos 90, de forma a ser uma fonte de aconselhamento científico acerca dos riscos associados à cadeia alimentar. A agência foi legalmente estabelecida pela UE sob o regulamento (CE) n.° 178/2002 do Parlamento Europeu e do Conselho, que determina os princípios e normas gerais da legislação alimentar.

PUBLICIDADE