Luís Faria é o primeiro português a chegar à segunda ronda em Loulé

Miguel Gomes e Gonçalo Falcão ultrapassaram o qualifying

Pedro Araújo venceu em pares ao lado de japonês

Luís Faria assinou esta terça-feira a primeira vitória portuguesa no quadro principal de singulares do Loulé Open, torneio internacional dotado de 25.000 dólares em prémios monetários que o Clube de Ténis de Loulé organiza pelo 11.º ano consecutivo. Antes, Miguel Gomes e Gonçalo Falcão passaram com sucesso pela fase de qualificação e a fechar o dia Pedro Araújo avançou na variante de pares ao lado de Kaichi Uchida.

Convidado pela organização para o quadro principal, Luís Faria (que esta semana ocupa o 777.º lugar no ranking ATP) levou a melhor sobre Tiago Cação — seu colega de treinos no Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis — ao vencer por 6-3, 4-6 e 6-0.

A vitória, somada no início de tarde desta terça-feira, permitiu ao jovem vimaranense de 22 anos reencontrar-se com as vitórias em singulares cerca de um mês depois de ter alcançado o melhor resultado da carreira — as meias-finais no ITF de 25.000 dólares de Sintra (desde aí jogou duas meias-finais de pares no ATP Challenger Tour, ambas ao lado de Jaime Faria).

Na segunda ronda, Luís Faria vai medir forças com o vencedor do encontro entre o japonês KaichiUchida (369.º ATP e vencedor de um ITF em Vale do Lobo no início da época) e o português Gonçalo Falcão, que na parte da manhã “furou” a fase de qualificação ao superar o luxemburguês Raphael Calzi (1836.º e nono pré-designado) por 6-4 e 6-2.

O triunfo permitiu ao tenista português de 33 anos inscrever o nome no quadro principal de singulares de um torneio internacional pela terceira vez em 2021, depois de o ter feito em Vale do Lobo e em Sintra.

Quem também venceu de manhã foi Miguel Gomes, que ao impor os parciais de 6-3 e 6-0 ao alemão Tim Heger (1523.º ATP e sexto cabeça de série do qualifying) registou a terceira vitória da semana no Clube de Ténis de Loulé e garantiu pela terceira vez consecutiva a presença no quadro principal de um torneio ITF.

Derrotado na primeira ronda em Sintra (depois de passar o qualifying) e em Setúbal (recebeu um wild card), o jovem português de 18 anos — que este ano foi número 27 mundial de juniores — procurará a primeira vitória da carreira em quadros principais frente a Laurent Lokoli (522.º).

Menos feliz foi o dia de Henrique Rocha, que se apresentou limitado fisicamente e não conseguiu contrariar o espanhol Alberto Barroso Campos, perdendo por 6-3 e 6-3 para o 772.º classificado no ranking ATP na última ronda do qualifying.

A fechar o dia, Pedro Araújo somou a primeira vitória portuguesa na variante de pares ao estrear-se com o pé direito ao lado do japonês Kaichi Uchida, com quem superou Miguel Gomes e Henrique Rocha por 6-2, 3-6 e 10-5.

Martim Simões e Illia Stoliar perderam por 6-1 e 6-1 com Raphael Calzi e Amaury Raynel, enquanto Afonso Portugal e Bernardo Teixeira cederam por 7-6(2) e 6-1 para Rickey Hijikata e Mick Veldheer.

PUBLICIDADE