VILLA ALVOR abriu a época de verão entre a música e vinho

Decorreu no passado dia 5 de Junho, um concerto pelo grupo RUA DAS PRETAS com um copo de vinho.

Villa Alvor organizou uma iniciativa diferente: juntar um copo de vinho de Villa Alvor, o pôr-do-sol, e a música de Pierre Aderne do grupo musical Rua das Pretas. O concerto realizou-se ao ar livre, na adega de Villa Alvor, com uma vista magnífica sobre a vinha que produz os vinhos frescos e frutados, característicos desta região algarvia. Com duração de pouco mais de 2 horas, assistimos a um concerto intimista em acústico, onde estiveram presentes pouco mais de uma dezena de convivas para proporcionar aos amantes de música e vinho um final de tarde inesquecível.

Aveleda – Onde os Sonhos se Cultivam: A Aveledafoi fundada em 1870 por Manoel Pedro Guedes na Quinta da Aveleda, em Penafiel. Hoje nas mãos da quinta geração, a Aveleda S.A. é o maior produtor e exportador de Vinho Verde em Portugal, estando presente em mais de 70 países com a sua extensa gama de produtos. Produtor de marcas como Casal Garcia, Aveleda, Adega Velha, Quinta Vale D. Maria, Quinta d’Aguieira e Villa Alvor. A Aveleda S.A. celebrou em 2020, 150 anos de uma história de família e de inovação.

Rua das Pretas: A Rua das Pretas é um encontro internacional semanal de amigos, vinho e música que mistura bossa, folk, jazz e conversa. Onde o Buena Vista Social Club encontra a Tropicália, a Rua das Pretas é uma celebração e exploração da cultura lusófona do passado, do presente e do futuro: dos suspiros do fado e dos prazeres do samba às ruelas do flamenco e do blues. É uma música que passa de mão em mão entre amigos e colegas artistas, mantida viva pela sagrada comunhão da música e da história. Às vezes sussurrado, às vezes cantado e sempre em movimento.

Por fim :

Villa Alvor: Villa Alvor é o mais recente investimento da Aveleda, na região do Algarve, desde 2019. A adega de Villa Alvor localiza-se em Alvor, Portimão. Tem a particularidade de se encontrar protegida dos ventos frios do Norte pela Serra de Monchique e um enorme anfiteatro até ao mar, proporcionando um clima quente, húmido e pouco ventoso, perfeito para as uvas amadurecerem e criarem vinhos ricos em aromas intensos e sabores mediterrânicos.

PUBLICIDADE