“Excesso de velocidade” e “sono” poderão ter contribuído para acidente na Estrada Nacional 268, entre Vila do Bispo e Sagres, onde morreu um motociclista após ser atingido por uma carrinha

Autoridades investigam colisão fatídica no sítio da Granja, no concelho de Vila do Bispo, a 09/04/2021.

As autoridades estão a investigar as causas que poderão estar na origem do trágico acidente de viação ocorrido na passada sexta-feira, dia 09 de Abril de 2021, à tarde, na Estrada Nacional nº. 268, entre Vila do Bispo e Sagres, no sítio da Granja, de que resultou a morte de um homem, de 38 anos, após um veículo ligeiro ter colidido com a moto que ele conduzia. “Provável excesso de velocidade”, numa ultrapassagem por parte do condutor, ao que se sabe, de uma carrinha branca, de distribuição de produtos, com motor frigorífico no tejadilho, e, eventualmente, “sono” do indivíduo são aspetos em investigação pelas autoridades, segundo apurou o Litoralgarve.

“É provável que tenha havido excesso de velocidade do condutor da carrinha, de nacionalidade portuguesa e novo”, não sendo de descurar, no entanto, um outro problema, “tipo sono”, admitiram ao nosso jornal.

“Já houve vários acidentes mortais” na mesma zona, “propícia a alta velocidade”, avisou um empresário residente no concelho de Vila do Bispo

Por seu turno, um empresário residente neste concelho, contou ao Litoralgarve que “já houve vários acidentes mortais na mesma zona, o sítio da Granja, a cerca de sete quilómetros de Vila do Bispo e a cinco de Sagres”. “É a reta dos covões, uma zona com boa visibilidade e propícia para acelerar a alta velocidade. Já se registaram ali vários acidentes com vítimas mortais”, reforçou, em jeito de alerta.

“Era   uma   pessoa   muito   cuidadosa  e   um   moço   porreiro”

Como o Litoralgarve referiu na altura, o motociclista Rui Matoso, que acabou por falecer no local do acidente, era solteiro, jardineiro no sector de manutenção do empreendimento turístico Parque da Floresta, situado na zona de Budens, no concelho de Vila do Bispo.  “Regressava a Sagres, onde vivia em casa de uma avó. Tinha um moto elétrica e era uma pessoa muito cuidadosa. Era um moço porreiro”, afirmaram, ao nosso Jornal, moradores naquela localidade, consternados com o acidente fatal.

Segundo apurámos, o motociclista ainda “bateu num rail, após sofrer uma colisão lateral da carrinha”, na Estrada Nacional 268, tendo sido “projetado ao longo de cerca de dez metros para uma estrada secundária”.

Faleceu no local do acidente, apesar das tentativas de reanimação das equipas de socorro, incluindo a do INEM vinda de helicóptero de Loulé

Recorde-se que o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS), de Faro, recebeu o alerta para este acidente, pelas 17h30m, no dia 09/04/2021, tendo sido mobilizados para o local 21 operacionais, entre bombeiros da corporação de Vila do Bispo e militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) desta localidade, e uma ambulância Suporte Imediato de Vida (SIV), de Lagos, num total de seis veículos, além do helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que se encontra em Loulé.

Quando as equipas de socorro chegaram, o motociclista ainda estava vivo. Pouco depois, entrou em paragem cardiorrespiratória e apesar das tentativas de reanimação, o óbito acabou por ser declarado no local do sinistro. O corpo seguiu para o Gabinete Médico-Legal, instalado no Centro Hospitalar Universitário do Algarve / Hospital do Barlavento, em Portimão, onde será autopsiado.

José Manuel Oliveira

Paulo Silva

PUBLICIDADE