Em oito segundos e de máscara e gorro na cabeça, homem parte vidro da porta do restaurante Mimar, no centro de Lagos, com uma pedra e pontapés, e leva caixa das gorjetas do pessoal

Sistema de vigilância instalado no estabelecimento filmou o assalto. Polícia de Segurança Pública de Lagos tomou conta da ocorrência e reconhece  um aumento de roubos nesta cidade, desde o início da pandemia.

Um homem, com uma máscara e um gorro na cabeça, assaltou o restaurante Mimar, situado na Rua António Barbosa Viana, numa artéria do centro da cidade de Lagos, tendo levado, de cima do balcão, uma caixa onde é colocado o dinheiro das gorjetas do pessoal e cuja quantia ali guardada na altura se desconhece, segundo contaram ao Litoralgarve. O caso ocorreu no sábado, dia 13 de Março de 2021, pelas 22:06 horas, e a empresa lesada apresentou queixa na Policia de Segurança Pública (PSP) de Lagos, que já está a proceder a investigações.

De acordo com informações recolhidas pelo Litoralgarve,  no local, o assalto durou apenas cerca de “oito segundos”, como ficou registado nas câmaras de vigilância instaladas naquele estabelecimento, que nesta altura, devido às limitações impostas pela pandemia da Covid-19, apenas fornece refeições em ‘take-away’, através do sistema do postigo, e de encomendas com entregas ao domicílio.

Vidro  partido  custou   500  euros

Depois de passar um automóvel, a poucos metros, na Rua 1º. de Maio, o homem surgiu, de forma rápida, em direção ao restaurante, lançou uma pedra contra o vidro da porta principal, nº. 27, desferiu vários pontapés, tendo partido o vidro e conseguido no entrar no estabelecimento. Sem hesitação, levou de imediato a caixa das gorjetas, como indicam as imagens captadas pelas câmaras de vigilância, o que poderá indiciar que se tratará de alguém que conhecerá como funciona o restaurante. O vidro partido “custou 500 euros”, disse ao nosso Jornal um elemento da empresa.

“Cinco ou seis assaltos” da mesma forma e comerciantes estão receosos

Segundo apurou o Litoralgarve, a PSP de Lagos suspeita de um indivíduo que terá cometido “cinco ou seis assaltos” da mesma forma. Desde o início da pandemia, têm aumentado assaltos nesta cidade, reconhecem as autoridades, e na zona onde se situa o restaurante Mimar, onde ocorreu este caso, alguns comerciantes não escondem o seu receio perante o sucedido. Contudo, para já não esperam tomar medidas especiais para prevenir eventuais assaltos.

(em atualização)

José Manuel Oliveira

PUBLICIDADE

Mais Artigos