Quatro portugueses na segunda ronda do qualifying do Faro Open

30.ª edição começou este domingo Torneio realiza-se de acordo com todas as normas da DGS

A 30.ª edição do Faro Open arrancou este domingo com as vitórias de quatro jogadores portugueses que assim garantiram a presença na segunda de três rondas da fase de qualificação do torneio, que é organizado pelo Centro de Ténis e Padel de Faro com o apoio da Federação Portuguesa de Ténis e distribui 25.000 dólares em prémios monetários.

Um dos triunfos foi assinado por Francisco Cabral, que impôs os parciais de 6-3 e 6-3 ao francês Adan Freire da Silva para confirmar o estatuto de 10.º cabeça de série e avançar à segunda eliminatória, na qual vai ter pela frente um compatriota: o jovem Vasco Leote Prata, que a jogar pela segunda vez um torneio internacional se estreou a vencer, por 2-6, 7-6(2) e 10-5 num duelo 100% luso frente a Francisco Faria.

A jornada deste domingo contou também com os triunfos de Illia Stoliar (6-4, 1-6 e 10-7 a Heber Adonis) e Afonso Portugal (4-6, 6-2 e 10-7 a Eduardo Morais), que regressam aos courts do Centro de Ténis e Padel de Faro na segunda-feira para procurarem um lugar na ronda de acesso ao quadro principal.

Em sentido contrário, foram eliminados Gonçalo Falcão (16.º cabeça de série), Tiago Torres, João António, Tomás Almeida, Tiago Rodrigo Fernandes, Pedro Libório, José Ricardo Nunes, João Ferreira, André Stewart, Martim Simões, Tiago Boschmans e João Maria Soares. A celebrar a 30.ª edição, o Faro Open é o torneio internacional em atividade há mais tempo em Portugal. Este ano, devido à pandemia, é realizado “à porta fechada” e de acordo com todas as normas da Direção-Geral da Saúde

PUBLICIDADE