COVID-19 – HÁ 273 INTER-NADOS NO ALGARVE E MAIS 3.885 PESSOAS RECUPERARAM NUMA SEMANA

A Situação Epidemiológica Semanal  na  região  algarvia,  divulgada no  dia  05  de  Fevereiro   de   2021    pela Comissão Distrital de Proteção Civil de  Faro,   aponta  a existência  de  3.726  casos ativos  de Covid-19, enquanto que  já  faleceram  240  doentes desde o início da pandemia.  A subir está,  também, o  número de  recuperados  que   ascende, agora,  a  14.093.

Numa altura em que os hospitais do Algarve e unidades de apoio continuam a prestar  assistência a doentes de outras zonas do país, infetados  com Covid-19,  surgiram  mais  1.645  pessoas infetadas  numa semana, nesta região, elevando  para  18.059  o total de  casos confirmados, em termos cumulativos, desde a 06 de Março de 2020. Segundo  o relatório semanal da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, de  05/02/2021, tendo por base a Administração Regional de Saúde do Algarve, com  “dados   até   às   23:59  do  dia   04/02/2021”, há   273   doentes    hospitalizados,   39   dos  quais   em   Unidades  de   Cuidados   Intensivos  e   22  ventilados.  Enquanto isso, na mesma altura  3.453   pessoas  recuperavam  no domicílio, o que em comparação  com  há uma semana  corresponde  a  menos 2.312  casos.

MORRERAM    NUMA   SEMANA   MAIS    46   INFETADOS     NO    ALGARVE,   ELEVANDO    PARA    240   O   TOTAL    DE   ÓBITOS    DESDE    O   INÍCIO    DA    PANDEMIA

Igualmente no espaço de uma semana, registaram-se  mais   46  óbitos no  Algarve, com Covid-19, o que elevou  para   240  o  total   de    mortes  desde o início da pandemia. Mesmo assim, houve menos  três falecimentos em relação à passada semana.  Por outro lado,   mais    12.252    pessoas  ficaram a saber  que deram resultados negativos os testes a que foram submetidas  para despistagem do novo coronavírus.  Tal situação  permite  elevar  para    245.525  o total  de  casos  infirmados,  isto é, que não se confirmaram como estando infetados. E pelo menos até ao último balanço semanal no Algarve,  4.873   pessoas  estavam  sob Vigilância  Ativa por parte das autoridades de saúde, o que representava menos  1.591.  Nos hospitais já foram dadas 337 altas médicas.

É    ESTE   O    PONTO    DE    SITUAÇÃO         EPIDEMIOLÓGICA    SEMANAL   NA    REGIÃO,   DIVULGADO   NO    DIA    05   DE    FEVEREIRO    DE    2021       PELA    COMISSÃO   DISTRITAL    DE    PROTEÇÃO    CIVIL     DE   FARO

O relatório semanal da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, de  05/02/2021,  apresenta este ponto de Situação Epidemiológica na Região do Algarve, “com  dados  até às 23:59 do dia 04/02/2021”, cedidos pela Administração Regional de Saúde:

– Nº.    de    Casos  Ativos  –  3.726

(menos    2.286   em comparação com  o  indicado no relatório da semana  passada, a 29/01/2021)

– Nº.    de  Casos  [em isolamento]  No  Domicílio  –  3.453

(menos     2.312     do  que   na     passada  semana, no dia 29/01/2021) 

–  Nº.    de   Casos   Confirmados   (cumulativo   desde   06   de Março   de    2020)   –  18.059

(mais     1.645    comparativamente  à    semana  passada, a  29/01/2021)

–  Nº.   de   Casos   Infirmados   (cumulativo  desde   06   de  Março de 2020)  –  245.525

(mais     12.252    em  relação  à     passada   semana,  no  dia 29/01/2021)

– Nº.   de   Internados   –   273

 (mais     26       face  à    semana   passada,   a  29/01/2021)

– Nº.    de    Internados   em    Unidades   de    Cuidados   Intensivos    –   39

(mais   5   do  que  na   passada   semana,  no  dia   29/01/2021)

– Nº.    de   casos    Internados   Ventilados  –  22

(mais   5    em  comparação   com  a  semana   passada,  a  29/01/2021)

–  Nº.    de   casos   Com   Alta     –   337

(mais    52      em   relação  à   passada   semana,  no  dia    29/01/2021)

–  Nº.   de    Contactos    em   Vigilância    Ativa   –   4.873

(menos   1.591    do  que   na   semana   passada,  a  29/01/2021)

–  Nº.    de   Óbitos    (cumulativo  desde   06  de  Março  de 2020)     –   240

(mais      46         comparativamente   ao   referido   no   relatório   da   passada   semana,   a   29/01/2021)

–  Nº.   de  Novos  Casos   Confirmados  [nas  anteriores  24  horas  –   de  04  de  Fevereiro   de   2021]    –   193

(refira-se que, no  mesmo   período,  na     semana  passada,    foram   registados           menos    191    novos    casos

– Nº.    de    Casos    Recuperados   (cumulativo   desde    06   de Março   de   2020)   –   14.093

(mais       3.885      do   que    na   passada   semana,   a  29/01/2021 .  Este  número  é  mais do dobro  do  que foi contabilizado   na    semana  anterior, quando tinha havido  mais  1.517  pessoas recuperadas da Covid-19). 

1

O   NÚMERO    DE    ZONAS    DE     APOIO    À     POPULAÇÃO    (ZAP)  MUNICIPAIS,   QUE   CONTINUA     ATIVADO    NO    ALGARVE   PARA    DOENTES    INFETADOS     E      A    FUNCIONAR   NO    CONCELHO    DE    PORTIMÃO   

Relativamente a instalações de âmbito regional e municipal nos 16 concelhos do Algarve, que servem de  retaguarda ao processo da Covid-19,  existem   37   Estruturas    designadas  Zonas  de   Apoio  à   População   (ZAP),  com  capacidade  para   2.000   camas,  no total, destinadas a  Isolamento Profilático, Quarentena e Reserva Social (apoio a lares de idosos), como de resto temos referido noutras edições.  Nesta altura, continuam acionadas   apenas   UMA   ZAP   MUNICIPAL,   NO   CONCELHO    DE   PORTIMÃO,  E   A       ZAP    SUPRAMUNICIPAL.

715

ESTE    É    O   TOTAL   DE     CAMAS     EM    16    UNIDADES    HOTELEIRAS   E  MILITARES   DE   PREVENÇÃO    NO    ALGARVE  HÁ     MESES

Por outro lado,  mantêm-se disponíveis      16  unidades  hoteleiras  e  militares,  com um total  de  715  camas,  nos   16   concelhos da região algarvia. E sem ocupantes até ao dia  05/02/2021.

O relatório da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro indica que continua acionada uma Estrutura de Apoio de Retaguarda (EAR),  com 1.000 camas.  Conta, agora, com  6   utentes; mais  4   do   que  na passada  semana.

O   TOTAL   DE   INSTITUIÇÕES    ALGARVIAS   ATINGIDAS   POR     SURTOS   E     QUE    CONTA   COM   O    APOIO   DE   UMA   BRIGADA   DE   INTERVENÇÃO   RÁPIDA    DE  42   ELEMENTOS    DA     SEGURANÇA     SOCIAL

No tocante a recursos humanos, continua ativada uma Brigada de de Intervenção Rápida  (BIR) da Segurança Social, com     42   elementos   (mais   12   do  que   na    semana   passada)   e  empenhada  no  apoio  a   seis   instituições     (menos   uma  do  que  na  passada  semana), alvo  de  surtos  de  Covid-19 na  região  algarvia. São as seguintes:

Associação  ACASO, em Olhão;

– Santa Casa da Misericórdia de Faro;

– Lar Cantinho do Avô, em Faro;

–  Associação Sócio Cultural de Almancil, do concelho de Loulé;

– Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Armação de Pera, no concelho de Silves;

– Casa de Repouso da Guia, no concelho de Albufeira

Em relação à passada semana, entrou nesta lista o Lar Cantinho do Avô, em Faro. Por outro lado, saíram o Lar Residencial São Vicente, da Santa Casa da Misericórdia de Albufeira, e a Associação Porta Amiga, em Tavira.

HOSPITAL   DE   SANTA   MARIA,   EM   FARO,   E   HOSPITAL   DE    SÃO   GONÇALO    DE    LAGOS,  AMBOS   COM    28   CAMAS   PARA   RECEBER   DOENTES   NÃO-COVID  E  OUTROS  INFETADOS,   DE   FORMA   A    LIBERTAR   AS   UNIDADES  HOSPITALARES   DO   SERVIÇO   NACIONAL    DE    SAÚDE   NO    ALGARVE  

*  A outro nível, em apoio às autoridades de saúde continua de prevenção o Pavilhão Desportivo Municipal da Penha, em Faro, para uma eventual necessidade de ali instalar um Hospital de Campanha.

O Serviço Municipal de Faro de Proteção Civil apoiou a operação logística que possibilitou o Centro Hospitalar Universitário do Algarve  (CHUA), no dia  25/01/2021, instalar internamento para doentes não-COVID no antigo Hospital de Santa Maria, em Faro, com capacidade até 28 camas. De acordo com o relatório da Comissão Distrital de Proteção Civil, “esta medida permitiu retirar doentes não-COVID do Hospital de Faro e reorganizar o espaço para aumentar a capacidade para receber doentes COVID”.

O Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) dispõe, desde o dia  28/01/2021, de uma extensão do internamento  e do bloco operatório, com capacidade até  28  camas, instalada no primeiro andar do Hospital de São Gonçalo de Lagos, o que permitiu acolher doentes não-COVID, provenientes das Unidades Hospitalares do  CHUA. Tal possibilitou, assim, aumentar “a capacidade para receber doentes COVID e de manter atividade cirúrgica de ambulatório”, refere o documento divulgado pela Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro.

PAVILHÃO    ARENA,   EM   PORTIMÃO,   COM    100    CAMAS,    JÁ   ADMITIU    164    DOENTES,    DOS   QUAIS   102    SÃO   DE  OUTRAS  REGIÕES   DO    PAÍS.    FORAM   DADAS   114   ALTAS   E   ESTÃO    40    DOENTES   INTERNADOS,  NESTE   MOMENTO

Já a Câmara Municipal de Portimão, através do seu Serviço Municipal de Proteção Civil, tem prestado apoio à operação logística que permitiu, no dia  08/01/2021, ao Centro Hospitalar Universitário aumentar em  100  camas a capacidade de internamento para doentes COVID no espaço de multiusos pavilhão Portimão Arena, situado no Parque de Feiras e Exposições, nesta cidade.

Como balanço, o relatório semanal da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro acrescenta que, “desde a sua abertura, foram admitidos  164  doentes, dos  quais  102   são  de   fora  da  região  do   Algarve.  Foram dadas  114  altas, encontrando-se neste momento  40  doentes  internados”.

*  O mesmo documento assinala, ainda, que, no âmbito do combate à pandemia COVID-19, foram disponibilizados nos municípios de Albufeira, Loulé, Olhão e Portimão, espaços, equipamentos e funcionários para prestar apoio à Autoridade de Saúde Local.

Também no âmbito do Plano de Operações Distrital para o Coronavírus (Covid-19) – PODCov, estão operacionais  21  Ambulâncias de Socorro dotadas de equipas especializadas para resposta à pandemia, em todos os Corpos de Bombeiros da Região do Algarve.

LOULÉ,    FARO   E    ALBUFEIRA    CONTINUAM    A    SER   OS    CONCELHOS    COM   MAIS   CASOS   ATICOS   NA   REGIÃO    ALGARVIA     

A Comissão  Distrital de Proteção Civil de Faro, no seu relatório semanal, de 05/02/2021, com o Ponto de Situação Epidemiológica Semanal no Algarve, tornou a não referir os casos ativos  e recuperados em cada um dos 16 concelhos do Algarve. Por outro lado, a maioria das câmaras municipais, através das suas páginas na rede social ‘Facebook’, continua a divulgar, diariamente, os casos registados nos seus concelhos. O Litoralgarve reuniu os dados e fez contas:

–  ALBUFEIRA      (concelho   classificado de

                                RISCO   EXTREMAMENTE   ELEVADO ,

                                por parte da Direção-Geral da Saúde, para

                               efeitos de  propagação   da   Covid-19, com

                               incidência  cumulativa  de   14   dias)

A Câmara Municipal de Albufeira, no dia  05/02/2021, divulgou esta informação:

– Recuperados  Acumulados  –  1.694   (mais  177  em relação ao anterior  Ponto de Situação Epidemiológica Covid-19 da autarquia, a  04/02/2021, neste concelho)

– Casos Confirmados Acumulados  –  2.086    (mais  13)

– Novos Casos Diários  –  13  (menos  50)

– Casos  ativos  –  361    (menos   165)

– Óbitos   Acumulados –  31  (mais  1).  E numa semana, faleceram mais  11   pessoas  do concelho de Albufeira, em consequência do novo coronavírus.

–  ALCOUTIM     (concelho   de   RISCO   MUITO

ELEVADO)

Câmara   Municipal   de   Alcoutim   apresentou este Ponto de Situação Epidemiológica Covid- 19, relativo ao seu concelho, no dia 05/02/2021:

16   Casos  Ativos  (sem alteração   em relação ao anterior  relatório da autarquia, de  03/02/2021)

30   Vigilâncias  (sem  alteração)

41   Recuperados   (mais  2)

4     Óbitos, em números acumulados, desde o início da pandemia  (sem  alteração) 

 ALJEZUR    (concelho    de   RISCO    MODERADO)

A   Câmara   Municipal    de    Aljezur  apresentou este ponto de Situação Epidemiológica Covid-19 no seu concelho, no dia   04/02/2021:

61  –    Casos  Confirmados  (Acumulados) desde o início da pandemia   (mais     3   face   ao  anterior  relatório   da   edilidade, de  01/02/2021)

3  –    Casos   Ativos   (menos  1)  

57   –    Casos  Recuperados   (mais   4)

1   –   Óbito,  desde o inicio da pandemia   (sem  alteração)

CASTRO  MARIM     (concelho  de  

                              RISCO    EXTREMAMENTE    ELEVADO)

A  Câmara   Municipal  de   Castro    Marim  divulgou,  no  dia   05/02/2021, o Ponto de Situação Epidemiológica  no concelho, com os seguintes dados atualizados às 14:30 horas:

185   –    Casos  Ativos  Confirmados  / atuais    (menos   12   do que  o que foi descrito no anterior relatório da autarquia,  a  04/02/2021)

249   –  Em  Vigilância   (menos   21)

133   –    Recuperados    (mais  19)

1    –  Óbito (sem  alteração)

–   FARO     (concelho    de    RISCO

                     EXTREMAMENTE    ELEVADO)

No dia  05/02/2021,  a Câmara    Municipal   de   Faro  divulgou os seguintes dados no seu Relatório de Situação  Epidemiológica relativo ao concelho:

43   –   Novos   Casos     (menos   20   do  que  o indicado no  anterior  relatório  da edilidade,  a  04/02/2021)

623    –   Casos   Ativos   (menos   286)

2.800   –    Casos   Confirmados  (Cumulativo)  – (mais   41)

2.151    –     Casos    Recuperados   (mais    325)

26    Óbitos  (Cumulativo, desde o início da pandemia)  – (mais  2). 

no espaço de uma semana, foram registados mais   8  falecimentos, devido à Covid-19, no concelho de Faro.

–  LAGOA      (concelho    classificado  de

                             RISCO    MUITO    ELEVADO)

Câmara   Municipal   de    Lagoa  apresentou este Ponto de Situação Diário sobre a pandemia Covid-19, no concelho, a  04/02/2021:

4    –   Novos   Casos     (menos   11  em  comparação  com o anterior relatório da autarquia,  no  dia  03/02/2021)

109   –   Casos    Ativos   (menos   42)

556  –   Casos    Positivos   Acumulados  (desde  o início da pandemia)    –   (mais    4)

437      –  Casos    Recuperados   Acumulados  (mais   46)

10   –  Óbitos   Acumulados  (desde  o  início  da  pandemia) – (sem  alteração).   Entretanto, numa semana houve mais duas vítimas mortais no concelho de Lagoa, por Covid-19.

90    PESSOAS,   NUM   SÓ   DIA,   FICARAM   CURADAS    DO    NOVO    CORONAVÍRUS    NO    CONCELHO    DE    LAGOS,   ELEVANDO   PARA   1.010   O   TOTAL    DE   RECUPERADOS   

LAGOS      (concelho     de

                            RISCO    MUITO     ELEVADO)

No  dia   05/02/2021,  a    Câmara   Municipal   de    Lagos  divulgou a informação referente à  Situação  Epidemiológica Covid-19  no concelho, com os dados de  22/01/2021   a   04/02/2021:

20   –   Novos  Casos   (diário – 04/02/2021)  –   (menos   4  em  comparação  com  o    relatório  anterior  da  autarquia, de   03/02/2021)

224     –    Casos   Ativos   (menos   70)

1.253   –  Total  de  Casos  Confirmados  (desde o início da pandemia)   –  (mais   20)

90   –    Casos   Recuperados   (diário – 04/02/2021)   – (mais  78)  

1.010   –   Casos   Recuperados   (acumulado)  –   (mais    90)

19   –   Óbitos   (total  acumulado)  –   (sem  alteração) –  Numa  semana,  houve  mais   uma morte no concelho de Lagos, devido a esta pandemia.

LOULÉ      (concelho    classificado   de

                           RISCO     EXTREMAMENTE   ELEVADO)  

Câmara    Municipal    de    Loulé,   no  dia   05/02/2021,  apresentou o Ponto de Situação Epidemiológica Covid-19 neste concelho, com os dados  de  22/01/21  a  04/02/2021:

37   –   Novos  Casos     (diário  –  04/02/2021)  –  (mais  22  do  que  o  indicado  no  anterior relatório da  autarquia, a  01/02/2021)

1.119  –    Casos  Ativos   (menos   21)

3.490   –   Casos  Positivos  Acumulado   (mais  141)

46    –    Recuperados    (diário – 04/02/2021)  –  (menos  84)

2.359   –     Recuperados    Acumulado    (mais   160)

35    –    Óbitos   Acumulados  (mais  duas  mortes).  E no espaço

de uma  semana, faleceram   15   pessoas por  Covid-19,  com   residentes no concelho de Loulé)

62    INFETADOS   ENTRE   UTENTES   E    FUNCIONÁRIOS   DA    SANTA    CASA     DA    MISERICÓRDIA    DE    MONCHIQUE,   A    QUE   SE   JUNTA   MAIS   UM   CASO   EM   ALFERCE 

– MONCHIQUE     (concelho  de   RISCO

                                           MODERADO)

No  dia  05/02/2021, a  Câmara  Municipal   de   Monchique  revelou a seguinte informação sobre a evolução pandémica neste concelho do interior algarvio:

25   –  Novos  Casos    (mais  22  face  à  anterior  informação da autarquia, a  04/02/2021)

95  –   Casos   Ativos   (mais   25)

51   –  Casos   Recuperados   (sem   alteração)

1   –     Óbito  (Acumulado)  –  (sem  alteração)

Total  acumulado147  casos   

Entretanto, também no dia   05/02/2021, o presidente da Câmara Municipal de Monchique, Rui André,  através da sua página na rede social ‘Facebook’,   Informação  nº. 34, com atualização às 22:29 horas, contou que, dos 25 novos casos registados no concelho,  “24 estão associados ao surto no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Monchique, sendo que hoje se somam mais dezanove utentes e cinco funcionários”. Para além destes casos, acrescentou o autarca, na mesma data (05/02/2021), “registamos um novo caso associado a outro já existente, um utente do Serviço de Apoio Domiciliário da Casa do Povo de Alferce”.

Dos   95   casos ativos neste concelho, a maioria atinge o Lar da Misericórdia de Monchique, onde já se registam  62  infetados entre utentes e funcionários.

EXISTEM,  AINDA,    608    PESSOAS   INFETADAS   NO    CONCELHO    DE    OLHÃO,   ONDE   JÁ    HOUVE    9    VÍTIMAS    MORTAIS

–   OLHÃO     (concelho    de    RISCO    EXTREMAMENTE    ELEVADO)

O  presidente  da   Câmara   Municipal  de Olhão,  António  Miguel  Pina,  numa mensagem dirigida à população, na rede social ‘Facebook’, no dia  02/02/2021,  fez o ponto de Situação Epidemiológica Covid-19, neste concelho: “Foram contagiadas, até hoje, 1.450 pessoas, em   608   das quais o vírus continua ativo. Temos 9 óbitos”, desde o início da pandemia. Ou seja, “mais 4 desde que me dirigi a vós há 8 dias”, assinalou o autarca.

–   PORTIMÃO     (concelho    de

                             RISCO     ELEVADO)

A Câmara   Municipal   de    Portimão,  no dia  04/02/2021,   apresentou  a seguinte informação no  Ponto de Situação Epidemiológica Covid-19, neste concelho:

–   Casos  Ativos  –   218   (menos   7   do que o descrito no   anterior relatório da autarquia,  a  03/02/2021)

–   Casos  Confirmados   (cumulativo)   –  1.839    (mais    19)

–   Total   de   Recuperados   –   1.609   (mais    26)

–  Total   de   Óbitos  (desde o início da pandemia, em Março de 2020)   –   12   (sem   alteração)

Por outro lado, a autarquia de Portimão revelou que, na mesma data, 04/02/2021, “registaram-se  19  novos casos,  10  do género feminino e 9 do género masculino, residentes em Portimão”. Ao mesmo, “concretizaram-se  26  recuperações,  15  do género feminino  e   11  do  género  masculino”, sendo 24 de nacionalidade portuguesa  e 2   estrangeiros,  “todos residentes em Portimão”, acrescentou.

SÃO  BRÁS   DE   ALPORTEL  (concelho

                     de   RISCO    MUITO    ELEVADO)

No dia  05/02/2021,  a   Câmara  Municipal   de   São  Brás  de  Alportel    divulgou  estes  dados na atualização da Situação Epidemiológica no concelho:

47   –    Casos   Ativos   (menos   5   em comparação com o anterior relatório da autarquia,  apresentado  a   04/02/2021)

102  –    Em  Vigilância    (menos   14)

304   –     Recuperados    (mais  5)

11   –       Óbitos   Acumulados, desde o início da pandemia) – (mais  uma  vítima  mortal. Trata-se, segundo a autarquia, de um idoso que estava a residir num lar fora do concelho de São Brás de Alportel).

Total de casos confirmados acumulados desde 10/03/2020

362

A informação do município indicou  “um  novo caso  ativo” no concelho. 

–  SILVES    (concelho  de    RISCO   MUITO    ELEVADO)

 Câmara Municipal     de    Silves  divulgou os seguites dados sobre a Situação Epidemiológica Covid-19 no seu concelho, no dia 05/02/2021:

05   –       Casos  Novos   do  Dia  –  (menos  1  em  comparação  com  o  relatório  anterior  da edilidade, a  02/02/2021)

266    –    Casos  Acumulados  (de  23/01/2021  a   05/02/2021) 

               (mais  26)

256    –    Casos   Ativos    (inclui  Novos Casos)  –  (menos   116)

841    –   Recuperados    (mais    195)

11  –  Óbitos  (desde o início da pandemia) – (mais  1 do que o indicado no relatório da Câmara Municipal de Silves, a 02/02/2021).  Numa semana, faleceram mais dois cidadãos neste concelho, devido à Covid-19.

TAVIRA    (o concelho   de

                            RISCO    EXTREMAMENTE   ELEVADO)

Câmara    Municipal   de    Tavira  revelou, no dia 05/02/2021, pelas  18h30, o ponto de  Situação Epidemiológica Covid-19 no concelho, com dados relativos ao período  de  23/01/2021  a   05/02/2021:

1.463   –   Casos   Confirmados   (desde o início da pandemia)  –   – (mais   4   em  relação  ao  gráfico divulgado pela autarquia no dia anterior, 04/02/2021)

285    –   Em    Isolamento    (sem   alteração)

1.327  –    Recuperados    (mais   33)

112   –     Casos   Ativos    (menos  29)

24      –   Óbitos  Acumulados  (desde o início da pandemia) – (sem    alteração)

–  VILA    DO    BISPO    (concelho    de

                                                             RISCO     ELEVADO)

Não existem informações sobre casos de Covid-19 neste concelho.

VILA   REAL   DE   SANTO   ANTÓNIO

                           (concelho     de

                           RISCO    EXTREMAMENTE     ELEVADO)

No  dia   05/02/2021,   a  Câmara    Municipal    de    Vila   Real   de    Santo     António    divulgou  o   Relatório sobre a Situação Epidemiológica no concelho, com “dados até ao dia 03-FEV-2021 | 24h00”:

16   –    Novos   Casos     (menos   14  do  que  o  referido  no  anterior relatório da autarquia,  no dia 04/02/2021)

262    –       Casos   Ativos   (menos  171)

1.064      –   Casos  Confirmados  (Cumulativo)  – (mais  15)

787   –         Casos   Recuperados  (Cumulativo)  –   (mais  186)

15   –    Óbitos   acumulados   (desde o início da pandemia) –  (sem  alteração em relação ao relatório do dia anterior).  Entretanto,  numa semana faleceram mais   três   pessoas, devido à Covid-19, no  concelho de  Vila Real  de  Santo  António.

José Manuel Oliveira

PUBLICIDADE