COVID – 19 – IDOSO DO LAR RAINHA D. LEONOR É A PRIMEIRA VÍTIMA MORTAL DESTA PANDEMIA NO CONCELHO DE LAGOS

Tinha 84 anos e foi levado, há dias, de ambulância para o Hospital do Barlavento, em Portimão, após ter apresentado sintomas considerados suspeitos. Câmara Municipal de Lagos alerta para o facto de o concelho já estar “muito acima do limite de 73 casos”, considerado de risco elevado, em que atualmente se encontra, com a obrigatoriedade de recolher obrigatório todos os dias, das 23h00 às 05h00, no âmbito da renovação do Estado de Emergência, em vigor até 08 de Dezembro de 2020, por decisão do Governo.   

Um idoso, de 84 anos, utente do Lar Rainha D. Leonor, em Lagos, segundo apurou o Litoralgarve, faleceu em consequência da pandemia da Covid-19, sendo a primeira vítima mortal devido ao novo coronavírus neste concelho do barlavento algarvio. O homem foi transportado, há dias, numa ambulância para o Hospital do Barlavento, em Portimão, após ter apresentado sintomas considerados suspeitos.

“EXISTEM    COISAS    QUE    NÃO    CONSEGUIMOS     CONTROLAR”,    LAMENTA,  AO   LITORALGARVE,   O   PROVEDOR    DA    SANTA   CASA    DA   MISERICÓRDIA    DE    LAGOS

Revelando-se bastante consternado com o sucedido, Fernando Graça (conhecido por Nani), provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lagos, a que pertence o Lar de idosos Rainha D. Leonor, já ao princípio da noite desta segunda-feira, dia 30/11/2020, limitou-se dizer ao Litoralgarve: “existem coisas que não conseguimos controlar”.

MAIS    NOVE    CASOS    DE    INFEÇÃO

Entretanto, a Situação Epidemiológica em Lagos, no dia 29 de Novembro de 2020, divulgada pela Câmara Municipal, na sua página na rede social ‘Facebook’, apresentava os seguintes valores:

9  novos  casos  /  diário  (29/11/2020)   –  (mais  2  em comparação com o anterior quadro apresentado pela autarquia, no dia 26/11/2020)

122  casos   ativos   (mais  27)

509  total   de   casos   confirmados   (mais  28)

0   recuperados  /  diário    (29/11/2020)

386   recuperados  – total acumulado  (sem alteração)

1   óbito    (foi o primeiro registado no concelho de Lagos, desde o início desta pandemia, em Março de 2020)

LAGOS    ESTÁ    “JÁ    PERTO    DOS    CONCELHOS    DE    RISCO   MUITO   ELEVADO”   PARA   A  COVID-19,    ALERTA    A     CÂMARA    MUNICIPAL

Na informação publicada, a Câmara Municipal de Lagos sublinha que o concelho está  “muito acima do limite de 73 casos  (risco elevado) e já perto dos concelhos de risco muito elevado  (146 casos)”, reiterando, por isso, o apelo à população para “cumprir as normas de segurança”, de forma a controlar a propagação da Covid-19, nomeadamente “distanciamento físico, etiqueta respiratória, uso obrigatório da máscara e lavagem frequente das mãos”.

Recorde-se que o concelho de Lagos continua a ser considerado de risco elevado para a Covid-19, estando sujeito a várias restrições, entre as quais o recolher obrigatório todos os dias, das 23h00 às 05h00, no âmbito da renovação do Estado de Emergência em Portugal, decretado pelo Conselho de Ministros, e em vigor desde o dia 24 de Novembro de 2020 até 08 de Dezembro de 2020.

Paulo Silva/José Manuel Oliveira

PUBLICIDADE