Sociedade

COVID-19 – REGIÃO DO ALGARVE CONTA COM TRÊS DOENTES INTERNADOS EM DE CUIDADOS INTENSIVOS, NUMA ALTURA EM QUE JÁ HÁ 286 CASOS ATIVOS E 843 PESSOAS RECUPERADAS

A novidade  desta semana no relatório da  Autoridade de Saúde Regional, com a Situação Epidemiológica no Algarve, é que há três  internados nos Cuidados  Intensivos, após quase um mês sem qualquer doente neste serviço hospitalar.  E o número total de pessoas recuperadas ultrapassa o dobro dos atuais casos ativos de Covid-19.

Depois de várias semanas a zero, estão agora três  doentes internados em Unidades de Cuidados Intensivos no Algarve, devido  à   Covid-19, revela a Autoridade de Saúde Regional no seu ponto de situação semanal, “atualizado às  23:59 horas, de 03 de Setembro de 2020” , e enviado na  sexta-feira, dia 04/09/2020, aos órgãos de informação, pela Comissão Distrital de Proteção de Civil de Faro.

535   PESSOAS    EM   VIGILÂNCIA   ATIVA    PELAS   AUTORIDADES    DE    SAÚDE

O número de pessoasrecuperadas da doença atinge  um total cumulativo   de   843   (73,43 por cento) e corresponde a mais  do dobro dos  casos ativos atuais, que  são  286,  numa altura em que se encontram cinco  doentes  hospitalizados no setor de enfermaria  e   535  indivíduos   em   vigilância   ativa.  Por outro lado, o mesmo documento regista  11  novos  casos  de  Covid-19,  nas  últimas  24 horas, enquanto  que o relatório da Direção-Geral da Saúde da Saúde indica mais  nove infetados. Esta discrepância poderá estar relacionada com a residência oficial dessas pessoas, como já aconteceu noutras situações.

A nota informativa contendo a atualização da Situação Epidemiológica no Algarve, de acordo com dados fornecidos pela Autoridade de Saúde Regional, aponta, ainda, um total cumulativo de 1.148 casos confirmados desde o início da pandemia  (a Direção-Geral da Saúde refere 1.150),  69.723 casos infirmados  (cumulativo), ou seja, que não se confirmaram como sendo portadores de Covid-19, e  106  altas, igualmente em valor acumulado. Já o número de  óbitos  mantém-se inalterado, num total de 19, o que também continua a diferir do boletim da Direção-Geral da Saúde, segundo o qual há 17 falecidos no Algarve.

MAIS      41    NOVOS      CASOS    ATIVOS     E    AUMENTOU    EM     53    O   NÚMERO    DE    RECUPERADOS     NUMA    SEMANA  

Comparativamente  à Situação Epidemiológica  nesta região,  na passada semana,  são  mais   53   as   pessoas  que já estão  recuperadas,   aumentou  em   41   o  número   de novos  casos  ativos  e  há  menos  três    doentes   hospitalizados em enfermaria.   Por outro lado,  existem     mais   94   casos   confirmados  (cumulativo),     mais   3.443     casos  infirmados,  isto é, que não se confirmaram, igualmente em termos acumulados, e  também  mais  77  pessoas   em vigilância ativa por parte das autoridades de saúde.  E ao longo de uma semana, em comparação com a anterior, foram dadas   mais  três  altas  médicas.  taxa de recuperados  sofreu, novamente,  um  decréscimo , desta vez,   de   1,47  por  cento , segundo o relatório da Autoridade de Saúde Regional, que não apresentou nesta semana o habitual mapa dos casos ativos por concelho.

PASSOU    DE    QUATRO    PARA    TRÊS    O    NÚMERO     DE    INSTALAÇÕES   ACIONADAS     A    SERVIREM     COMO   ZONAS   DE   APOIO   À   POPULAÇÃO,    NOS    CONCELHOS   DE     LOULÉ,    ALBUFEIRA   E  PORTIMÃO,  PARA   QUARENTENA  /  ISOLAMENTO   PROFILÁTICO  

Em relação a  instalações de prevenção ao processo da Covid-19,  existem neste momento  37   estruturas  nesta  região   (menos  oito  face à  passada semana)  a   servirem   de   Zonas  de   Apoio  à   População   (ZAP), validadas pelas autoridades de saúde nos 16 concelhos, dispondo de capacidade para   2.180  camas    (menos   244), destinadas a isolamento profilático, quarentena e reserva social, neste caso para apoio a lares de idosos, como temos referido. De acordo com o documento divulgado pela Comissão Distrital de Proteção Civil, no dia  04  de Setembro  de  2020 estão acionadas  três  Zonas de Apoio à População, nos concelhos de  Albufeira, Loulé e Portimão, para quarentena/isolamento profilático. Ou seja, há menos uma estrutura deste tipo em funcionamento, tendo sido  desativada a de Faro.

Já no tocante a unidades hoteleiras e militares em reserva, não existem alterações, continuando, assim, disponíveis  “28 estruturas, com capacidade de 1.619 camas”  nos 16 concelhos.

A exemplo das outras semanas, o relatório refere que o Pavilhão do Sporting Clube Farense mantém     50   camas de prevenção  em apoio  à ampliação da capacidade de internamento do Hospital de Faro,  para doentes com Covid-19. Por outro lado, o Pavilhão Desportivo Municipal da Penha, localizado na capital algarvia, e o espaço de multiusos Portimão Arena, situado no Parque de Feiras e Exposições, nesta cidade, estão preparados  para uma eventual necessidade de ali poderem vir a ser instalados hospitais de campanha, como, de resto, o nosso Jornal tem referido.

147   VISITAS   DE   ACOMPANHAMENTO   A   ESTRUTURAS   RESIDENCIAIS    DE  IDOSOS    E  UNIDADES    DE   INTERNAMENTO    DA    REDE    NACIONAL    DE   CUIDADOS   CONTINUADOS    NOS   16   CONCELHOS   DA   REGIÃO   ALGARVIA   

Por outro lado, desde o dia 5 de Agosto, decorreram   147   visitas  de   acompanhamento  às Estruturas Residenciais de Pessoas Idosas e Unidades de Internamento da Rede de Cuidados Continuados nos 16 concelhos do Algarve,  através de técnicos da saúde, segurança social e proteção civil. A iniciativa visou “apoiar as instituições   na  implementação  das medidas adequadas, num carácter preventivo e pedagógico, que visem  dirimir o risco de infeção  por Covid-19”, refere o documento. Essas ações foram realizadas em Albufeira (10), Alcoutim (6), Aljezur (1), Castro Marim (3), Faro (18), Lagoa (7) Lagos (14), Loulé (21), Monchique (2), Olhão (7), Portimão (25),  São Brás de Alportel (4), Silves (5), Tavira (16), Vila do Bispo (2) e Vila Real de Santo António (6).

José Manuel Oliveira 

Deixe uma resposta