Sociedade

COVID-19 – ALGARVE TEM 790 PESSOAS RECUPERADAS, O QUE REPRESENTA MAIS DO TRIPLO DOS CASOS DE INFEÇÃO ATIVOS, E CONTINUA A NÃO HAVER DOENTES INTERNADOS EM UNIDADES DE CUIDADOS INTENSIVOS HOSPITALARES

Numa  altura em que,  no espaço de uma semana, aumentou  de  340  para   458   o  número de pessoas em vigilância ativa no Algarve,  existem  já  245  casos  ativos.   A  Delegada de Saúde Regional, Ana Cristina Guerreiro, mantém a indicação de  19 óbitos nesta região, em consequência da pandemia, apesar de a Direção-Geral   da Saúde  ter contabilizados  17  falecidos.

O número de pessoas recuperadas da Covid-19 no Algarve ultrapassa o triplo dos casos ativos, numa altura em que há  oito  doentes   internados,  mas   nenhum   nos  Cuidados   Intensivos.

A  Situação Epidemiológica nesta região, de acordo com dados fornecidos pela Autoridade de Saúde Regional, num quadro “atualizado às  23:59  horas,  de  27  de   Agosto   de   2020”, indica   um  total  cumulativo  de   790    recuperados,   245   casos  ativos   e   458    pessoas  em  vigilância  ativa. Por outro lado,  ascende  a   1.054   o  total  acumulado  de  casos  confirmados   e  a    66.280   o “número de casos   infirmados  (cumulativo)”, ou seja, que não se confirmaram com a nova doença.  Já  o  total de  altas,  também  “valor cumulativo”,  aumentou  para  103,   enquanto  que  a  taxa  de  recuperados  atinge   74,9  por cento.

No tocante ao número   de   óbitos   (cumulativo)  no  Algarve,  a Delegada de Saúde Regional, Ana Cristina Guerreiro,  continua a indicar  19, embora a Direção-Geral da Saúde mantenha  a informação de  que já faleceram, desde o início da pandemia nesta região, 17  pessoas.

HÁ    35    NOVOS    CASOS    ATIVOS    E    MAIS   QUATRO   DOENTES  INTERNADOS

Em comparação com  a Situação Epidemiológica  no  Algarve, na semana passada,  há  mais  20  pessoas   recuperadas,  35  novos  casos  ativos  e  mais   quatro  doentes   internados.

De acordo com  o relatório da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, entregue na sexta-feira, dia 28 de Agosto de 2020, aos jornalistas, na habitual conferência de imprensa quinzenal, nas instalações do Comando Regional de Emergência e Proteção Civil, em Loulé,  para apresentar o ponto da situação,  existem agora     mais   55   casos   confirmados  (cumulativo)    e,    também,     mais   3.345    casos  infirmados, igualmente  em  termos acumulados, isto é, que não se confirmaram.  Neste período de uma semana e comparativamente ao anterior, foi dada  mais  uma  alta  médica,  enquanto   que   aumentou  em   118  pessoas  o   número  de  pessoas  em  vigilância  ativa  por parte das autoridades de saúde.  Já  taxa de recuperados  sofreu  um  decréscimo   de   2,2  por  cento.

PORTIMÃO,   ALBUFEIRA,   LOULÉ     E   FARO   CONCENTRAM   A   MAIORIA   DOS   INFETADOS      NO    ALGARVE  

Por outro lado, relativamente ao  número de casos ativos por concelho  do  Algarve,  também tendo por base a informação da Delegada de Saúde Regional, às  “23:59   horas   do   dia   27    de   Agosto   de   2020”, o quadro é o seguinte:

LOULÉ

  63   casos ativos   (mais  dois   do que há uma semana, no dia 20/08/2020)

ALBUFEIRA

  50    casos ativos   (mais   10)

FARO

   30  casos  ativos    (mais   três)

PORTIMÃO

  31    casos  ativos   (mais   cinco)

LAGOS

  18    casos   ativos    (mais   cinco)

SILVES

  21    casos   ativos  (mais  cinco)

TAVIRA

   6   casos ativos  (menos  dois)

OLHÃO

   9  casos ativos    (mais  um)

– LAGOA 

  9   casos  ativos  (mais  cinco)

VILA   DO   BISPO 

   casos  ativos   (no mapa da passada semana, surgiu com um sinal indicativo para os concelhos com menos de três casos, não sendo apresentado o valor por motivos de confidencialidade).

Monchique  (na semana passada registava três casos ativos)   e    Aljezur   aparecem, agora,  com a informação a que já fizemos referência: “Notas metodológicas: Por motivos de confidencialidade, quando os casos ativos confirmados são inferiores a 3 os valores não são apresentados.” Contudo, o presidente da Câmara Municipal de Aljezur, José Gonçalves, confirmou, nesta sexta-feira, à tarde, o teor do comunicado emitido  pela autarquia na sua página da rede social ‘Facebook’, no dia 21/08/2020, segundo o qual não existe neste concelho do barlavento algarvio,  qualquer caso ativo, nem há pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde.

Neste mapa, só os concelhos de  São Brás de Alportel,  Castro  MarimAlcoutim  e  Vila  Real  de  Santo  António  figuram  sem qualquer anotação.  Ou seja, em branco.

QUATRO    ZONAS   DE   APOIO   À   POPULAÇÃO    CONTINUAM      ACIONADAS    NOS    CONCELHOS   DE   PORTIMÃO,  ALBUFEIRA,   LOULÉ    E   FARO

Já no tocante  a  instalações de retaguarda no Algarve para este processo da Covid-19,  existem agora   45  estruturas    (menos  três  em comparação com a  semana passada)    como   Zonas  de   Apoio  à   População   (ZAP), validadas pelas autoridades de saúde nos 16 concelhos, com capacidade para um total  de   2.424  camas    (menos   547), destinadas a isolamento profilático, quarentena e reserva social, neste caso para apoio a lares de idosos.  À data de 28 de Agosto de 2020, mantêm-se acionadas quatro   Zonas de Apoio à População, nos concelhos de  Faro, Portimão, Loulé  e  Albufeira, para quarentena/isolamento profilático, segundo o relatório da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro.

Em relação a unidades hoteleiras e militares em reserva, encontram-se disponíveis  “28 estruturas, com capacidade de 1.619 camas”  nos 16 concelhos do Algarve. Ou seja, são menos duas estruturas e menos seis camas, comparativamente à semana anterior.

Por outro lado, em apoio ao Hospital de Faro, para doentes com Covid-19, o Pavilhão do Sporting Clube Farense  mantém   50 camas. Já o Pavilhão Desportivo Municipal da Penha, situado na capital algarvia, e o espaço de multiusos Portimão Arena, localizado no Parque de Feiras e Exposições, nesta cidade, como temos referido, continuam de prevenção  para uma eventual necessidade de ali poderem vir a ser instalados hospitais de campanha.

74      AÇÕES    DE    SENSIBILIZAÇÃO,  EM   ESTALEIROS  DE  OBRAS   DE   CONSTRUÇÃO    CIVIL,   ENVOLVENDO  1.078    TRABALHADORES   

A outro nível,  este  relatório semanal revela que a Autoridade para as Condições  do  Trabalho   efetuou   74   ações  de  sensibilização,   em   Estaleiros  de  obras  de  construção  civil, envolvendo  1.078  trabalhadores.   Enquanto isso, foram realizadas  112  visitas de acompanhamento  às Estruturas Residenciais de Pessoas Idosas e Unidades de Internamento da Rede de Cuidados Continuados nos 16 concelhos do Algarve,  através de técnicos da saúde, segurança social e proteção civil. Esta ação, segundo o documento,  teve por “objetivo apoiar as instituições   na  implementação  das medidas adequadas, num carácter preventivo e pedagógico, que visem  dirimir o risco de infeção  por Covid-19”.  E  aponta: Albufeira (6), Alcoutim (3), Aljezur (1), Castro Marim (1), Faro (12), Lagoa (7) Lagos (7), Loulé (13), Monchique (2), Olhão (4), Portimão (10),  São Brás de Alportel (2), Silves (5), Tavira (8), Vila do Bispo (2) e Vila Real de Santo António (2).

José Manuel Oliveira 

Deixe uma resposta