Sociedade

COVID-19 – REGIÃO DO ALGARVE JÁ TEM 640 PESSOAS RECUPERADAS, NUMA ALTURA EM QUE HÁ 252 CASOS ATIVOS E TRÊS DOENTES INTERNADOS EM CUIDADOS INTENSIVOS HOSPITALARES

O número total de doentes curados da Covid-19 continua a ultrapassar o dobro dos casos ativos existentes no Algarve. Os dados fornecidos pela Delegada de Saúde Regional e atualizados às 00h00, 07 de Agosto de 2020, apontam 909 casos confirmados em termos cumulativos, o que representa mais 43 do que na semana passada.

Há 640 pessoas no Algarve que já estão recuperadas da Covid-19, ultrapassando, assim, tal como há uma semana, o dobro do número de casos ativos, que ascendem a 252. Enquanto isso, três doentes permanecem internados em Unidades de Cuidados Intensivos, de acordo com os dados fornecidos pela Autoridade de Saúde Regional e atualizados às 00:00 horas, de 07 de Agosto de 2020.

HÁ 593 PESSOAS SOB VIGILÂNCIA DAS AUTORIDADES DE SAÚDE REGIONAIS

O documento enviado aos órgãos de comunicação social pela Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, com a informação sobre a situação epidemiológica no Algarve, indica 252 “casos ativos (atual)” , 909 casos de infeção “confirmados (cumulativo)”, 55.984 “casos infirmados (cumulativo)”, ou seja, que não se confirmaram com a doença, 10 doentes internados e 95 altas médicas, também em números acumulados.
Ao mesmo tempo, segundo o relatório, baseado na informação disponibilizada pela Delegada de Saúde Regional, há agora 593 pessoas sob vigilância ativa por parte das autoridades de saúde, 06 novos casos nas últimas 24 horas e, como já referimos, 640 recuperados, o que representa um aumento para 70,4 por cento a este nível. O total de óbitos no Algarve, desde o início da pandemia da Covid-19, mantém-se em 17, refere aquele documento.

MENOS 14 CASOS ATIVOS E MAIS 57 RECUPERADOS NA REGIÃO ALGARVIA

Comparativamente à Situação Epidemiológica da passada semana na região algarvia, apresentado a 31/07/2020, existem agora menos 14 casos ativos, mais 57 recuperados e menos 49 pessoas em vigilância ativa por parte das autoridades de saúde, enquanto que subiu em 43 o número de casos confirmados (cumulativo) e em 3.385 o de casos que não se confirmaram como sendo portadores da Covid-19. O que também registou uma subida foi a percentagem de doentes recuperados, desta vez com mais 3,1 por cento em comparação com a semana anterior.
Houve mais duas altas médicas no período de uma semana, numa altura em que o número de doentes internados em Unidades Cuidados Intensivos passou de cinco para três.

PORTIMÃO PASSA A TER ZONA DE APOIO À POPULAÇÃO A NÍVEL REGIONAL, COM O APOIO DE UM HOTEL E DA AUTARQUIA, PARA ACOLHER DOENTES INFETADOS, QUE TIVERAM ALTA HOSPITALAR, MAS SEM CONDIÇÕES PARA FICAR NAS SUAS CASAS

No que respeita a instalações de apoio, o relatório da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro aponta, agora, a existência de 50 estruturas (mais uma do que na passada semana) a funcionar como Zonas de Apoio à População (ZAP), validadas pelas autoridades de saúde nos 16 concelhos do Algarve, com capacidade para um total de 2.687 camas (mais 17 do que na semana anterior), destinadas a isolamento profilático, quarentena e reserva social, neste caso para apoio a lares de idosos, como temos referido.
Neste momento, para quarentena/isolamento profilático, continuam acionadas quatro Zonas de Apoio à População, nos concelhos de Faro, Portimão, Loulé e Albufeira.

Quanto a unidades hoteleiras e militares em reserva para apoio a doentes com Covid-19, mantêm-se disponíveis “30 estruturas, com capacidade de 1.626 camas”, nos 16 concelhos, segundo o relatório da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro. Nesta altura, existem mais 16 camas cedidas nessas unidades.

Por outro lado, o Pavilhão do Sporting Clube Farense, como o Litoralgarve tem destacado, possui 50 camas destinadas a ampliar a capacidade de internamento para doentes Covid no Hospital de Faro.
De prevenção continuam o Pavilhão Desportivo Municipal da Penha, igualmente localizado em Faro, e o espaço de multiusos Portimão Arena, situado no Parque de Feiras e Exposições nesta cidade do barlavento algarvio, onde poderão vir a ser instalados hospitais de campanha.
A novidade é que, também em Portimão, com o apoio de uma unidade hoteleira e da Câmara Municipal, foi constituída uma Zona de Apoio à População (ZAP) Regional, diferenciada, tendo por finalidade acolher doentes infetados com Covid-19, “que tiveram alta hospitalar, mas que não têm condições para ficar nas suas residências”, sublinha o comunicado, acrescentando que esta estrutura já foi validada pelas autoridades regionais de saúde, pela Segurança Social e Proteção Civil, podendo, assim, entrar em funcionamento a qualquer altura.

Autor:José Manuel Oliveira

Deixe uma resposta