Diversos

INCÊNDIO EM SÃO MARCOS DA SERRA, NO CONCELHO DE SILVES, JÁ TEM TRÊS FRENTES ATIVAS E ESTÁ A SER COMBATIDO POR MAIS DE DUAS CENTENAS DE BOMBEIROS, TRÊS HELICÓPTEROS E SEIS AVIÕES

Há já três frentes ativas, mas neste momento não  existem casas  em perigo.  Por precaução, pelo menos  cinco  pessoas  saíram   das suas  habitações  na   zona  de  Corte  Mourão. As chamas  estão  a consumir sobretudo mato, sobreiros  e  eucaliptos.

Um incêndio de grandes proporções está a atingir a zona de São Marcos da Serra, no interior do concelho de Silves, contando já com três frentes ativas numa extensa área de mato, sobreiros e eucalipto.

PELO  MENOS  CINCO  PESSOAS  SAÍRAM  DAS  SUAS  CASAS, EM  CORTE  MOURÃO, POR  PRECAUÇÃO

O   fogo, cujo alerta foi dado cerca das 15h00, “começou em Boião, Monte Ruivo, e está a estender-se em direção a Corte Mourão, mas não há em casas em perigo”, disse ao Litoralgarve o presidente da Junta de Freguesia de São Marcos da Serra, Luís Cabrita, acrescentando que “quatro ou cinco pessoas saíram das suas habitações, por precaução na zona de Corte Mourão.” “Uma dessas pessoas anda em cadeira de rodas e outras saíram das suas habitações com os filhos.  Algumas estão num restaurante situado nesta zona e outras foram para casas de familiares”, contou ao nosso Jornal o autarca de São Marcos da Serra.

“O  FOGO  ESTÁ  PRÓXIMO  DO  IC1, MAS  AINDA  NÃO  HÁ  MOTIVO  PARA  FAZER  O  CORTE  DESTA  ESTRADA”,  SEGUNDO  O  CDOS DE  FARO

No teatro das operações já estão, pelo menos, 225 operacionais, apoiados por 107 viaturas e 11 meios aéreos, entre os quais dois de coordenação no combate às chamas, três helicópteros, que se encontram no Algarve, e seis aviões provenientes de outras zonas do país. De Lisboa, foi entretanto deslocada uma equipa de bombeiros. “O fogo está próximo do IC1, mas ainda não há motivo para fazer o corte desta estrada”, referiu ao Litoralgarve fonte o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS), de Faro.

Autor: Paulo Silva e José Manuel Oliveira

Deixe uma resposta