“O PIOR JÁ PASSOU”, DIZ AO ‘LITORALGARVE’ O PRESIDENTE DA JUNTA DE FREGUESIA DE ALFERCE SOBRE A FUNCIONÁRIA DO CENTRO DE DIA INFETADA COM COVID-19

Senhora, de 40 anos, encontra-se retida num apartamento fora do concelho de Monchique, enquanto o filho está com a avó.

“O pior já passou e agora resta aguardar com normalidade a evolução da situação”, disse, na noite desta terça-feira, 07/04/2020, ao ‘Litoralgarve’, o presidente da Junta de Freguesia de Alferce, do concelho de Monchique, José Manuel Gonçalves, após uma funcionária do Centro de Dia daquela localidade serrana, ter sido contaminada com o novo coronavírus, Covid-19. É o primeiro caso registado naquele concelho do interior do barlavento algarvio, embora ainda não tivesse sido divulgado pela Direção-Geral de Saúde.

“Tosse, mas não tem febre” e “está a recuperar”

A vítima, de 40 anos, encontra-se retida “num apartamento situado fora do concelho” de Monchique em isolamento social, referiu o autarca de Alferce, que tem falado com a senhora. “Tem encarado esta situação com normalidade e agora resta esperar pela evolução da situação. O pior já passou”, sublinhou José Manuel Gonçalves, acrescentando que a funcionária do Centro de Dia de Alferce, residente nesta freguesia, tem tido “tosse, mas não tem febre” e “está a recuperar.”

Na sequência de alguns sintomas compatíveis com a Covid-19, no dia 26 de Março, a senhora entrou em contacto com a linha Saúde24, tendo realizado no dia 01 de Abril o teste, o qual acabou por confirmar as suspeitas. De acordo com informações recolhidas, a cadeia de transmissão terá sido através do filho, aluno do professor de Matemática da Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, em Portimão, que, recorde-se, acabou por falecer no Hospital de Faro, na noite de 27 de Março, vítima de Covid-19, após ter sido contaminado por um colega do mesmo estabelecimento de ensino. Contudo, o jovem nunca apresentou sintomas.

“A população acompanha com ansiedade e expectativa esta situação”

“O filho da senhora está com a avó” neste momento, referiu o presidente da Junta de Freguesia de Alferce, destacando o facto de a população estar a respeitar a quarentena imposta pelo Estado de Emergência decretado em Portugal. “A população tem respeitado e acompanha com ansiedade e expectativa esta situação, como toda a gente. Esperamos que tudo decorra bem”, observou, ao ‘Litoralgarve’, o autarca José Manuel Gonçalves. Com 15 funcionários ao seu serviço, o Centro de Dia de Alferce encontra-se encerrado, enquanto nesta fase a Câmara Municipal de Monchique confeciona e distribui as refeições aos utentes.

Autor: José Manuel Oliveira

PUBLICIDADE

Mais Artigos