Diversos

Idosa do lar de Barão de São João, no concelho de Lagos, não está contaminada com coronavirus Covid-19

Teste efetuado a senhora, de 88 anos, deu resultado negativo, revela, em comunicado enviado ao «Litoralgarve», a Direção da Santa Casa da Misericórdia de Lagos, que aproveita para agradecer o “rigor, paciência e profissionalismo” dos trabalhadores daquele lar, onde ninguém podia entrar nem entrar nos últimos dias.

A senhora de 88 anos, que se encontrava isolada, como medida de prevenção, num quarto do Lar São João Batista de que é utente, em Barão de São João, no concelho de Lagos, a aguardar o resultado do teste efetuado ao novo coronavírus, não está contaminada com o Covid-19, de acordo com a informação prestada, pelas 11h00 deste do domingo, dia 15 de Março, pela Delegação de Saúde do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Barlavento algarvio.

O anúncio foi feito pela Direção da Santa Casa da Misericórdia de Lagos, presidida por Fernando Graça, em comunicado enviado ao «Litoralgarve», no qual refere que o lar regressa à normalidade, embora com as medidas impostas no plano de contingência definidas pelas autoridades de saúde, nomeadamente em termos de visitas.

“As informações veiculadas em alguns órgãos de comunicação social e ou por terceiros nas redes sociais, sobre a existência da possibilidade de existirem duas pessoas com a COVID-19 no equipamento social de Barão de São João, não foram confirmadas (hoje pelas 11:00) pelo Delegação de Saúde do ACES (Agrupamento de Centros de Saúde) – Barlavento”, revela a Direção da Santa Casa da Misericórdia de Lagos.

“Processo foi conduzido de acordo com o definido no Plano de Contingência” da instituição

Depois de sublinhar que “o processo foi conduzido de acordo com o definido no Plano de Contingência” daquela instituição, para o COVID19, “e de acordo com as orientações superiores das Autoridades de Saúde”, o comunicado refere que “o Lar São João Batista regressa de imediato à normalidade de funcionamento, com as restrições definidas pelo plano contingência e em conformidade com orientações das Autoridades de Saúde.”

“Um agradecimento especial aos nossos trabalhadores”

A Direção da Santa Casa da Misericórdia de Lagos aproveita para apresentar, neste comunicado, “um agradecimento especial aos nossos trabalhadores pela paciência, rigor e profissionalismo”, mas, nota, “a pandemia COVID19 assim o obriga.” “Devem retomar a vida normal, seguindo as orientações gerais que a comunidade neste momento está a seguir, em consequência da COVID 19. Por último, uma palavra de carinho aos nossos Utentes pelo seu comportamento e de sossego para as suas famílias”, conclui o comunicado.

Idosa começou a apresentar após ter recebido alta no Hospital de Portimão, onde esteve internada com fratura de uma perna

Recorde-se que, como o «Litoralgarve» revelou, neste sábado, dia 14 de Março, à noite, uma utente do lar de idosos de Barão de São João, encontrava-se isolada num quarto desta unidade pertencente Santa Casa da Misericórdia, por apresentar sintomas compatíveis com o coronavírus Covid-19, estando a aguardar o resultado das análises já efetuadas, com acompanhamento de uma enfermeira e em articulação com as autoridades de saúde, de acordo com o plano de contingência daquela instituição particular de solidariedade social, apurou o «Litoralgarve». A idosa, de 88 anos, de acordo com informações recolhidas por este Jornal, esteve internada no Hospital de Portimão, na sequência da fratura de uma perna, e após ter recebido alta e regressado ao lar em Barão de São João, começou a apresentar sintomas de estar contaminada com o Codiv-19.

 Por outro lado, como referimos na altura, também o teste efetuado a uma funcionária do Lar São Batista em Barão de São João, que também apresentava sintomas compatíveis com coronavírus, foi negativo.

As suspeitas de poderem estar contaminadas com o Covid-19 essas duas pessoas daquele lar de idosos, obrigou nos últimos dias fortes restrições naquele lar de idosos, no qual ninguém podia sair, nem entrar, provocando o desespero de funcionários e de muitas famílias.

Deixe uma resposta