COVID-19 – No Algarve, 19.665 pessoas já foram dadas como recuperadas desde o início da pandemia e neste momento há 15 doentes hospitalizados, 6 dos quais nos Cuidados Intensivos e 1 ventilado

1.508    pessoas   em   vigilância   ativa,   numa   altura   em   que  ascende   a    499   o   número   de   casos    ativos  nesta   região

O Algarve registou, desde o início da pandemia, a 06 de Março de 2020, um total de  20.511 casos de infeção confirmados,  19.665   recuperados  e  347  óbitos. Enquanto isso, subiu para  499  o número de casos ativos,  numa altura em que  484   pessoas   recuperam  em casa,  de acordo  com  o documento divulgado pela Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, no dia 02/04/2021, contendo a Situação Epidemiológica nesta região, baseada em  dados da Administração Regional de Saúde do Algarve, “até às  23:59 horas do dia  01/04/2021”.

Por outro lado, há  15  doentes  hospitalizados  (menos  4  do  que na semana passada),  6   dos quais    em   Unidades  de   Cuidados   Intensivos   (mais  1)   e   1    internado   ventilado  (menos  1).  E  mais   342    pessoas  passaram a  estar  em   Vigilância Ativa  por parte das autoridades de saúde,  o que totaliza   1.508  nesta  situação. 

Mais   3   óbitos   numa   semana  no   Algarve  e  7.388     testes  com  resultados   negativos

Nesta fase do aumento de testagem, numa semana   mais    7.388    pessoas  ficaram a saber que tiveram  resultados negativos os testes a que se submeteram   para despistagem do novo coronavírus.  Em face dessa situação,    310.848  é   agora   o total  de casos infirmados desde o início da pandemia, ou seja, que não estão contagiados por Covid-19. E depois de uma semana sem registo de vítimas mortais devido à pandemia, o número de óbitos voltou a subir,   com   mais   três   falecimentos.  Em números acumulados, já morreram no Algarve    347   pessoas    infetadas.

EIS   O    PONTO    DE    SITUAÇÃO         EPIDEMIOLÓGICA     SEMANAL      NA   REGIÃO   DO    ALGARVE,    DIVULGADO     NO    DIA    02   DE   ABRIL      DE   2021,  PELA   COMISSÃO   DISTRITAL   DE   PROTEÇÃO   CIVIL    DE   FARO 

De acordo com o relatório semanal da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, apresentado a 02/04/2021, com dados transmitidos pela Administração Regional de Saúde do Algarve, a situação epidemiológica nesta região  apresentava os seguintes dados  “até às 23:59 do dia  01/04/2021”:

– Nº.    de   Casos  Ativos  –  499

(mais    113   em  comparação   com   o relatório de há uma  semana, a dia 25/03/2021)

– Nº.    de  Casos  [em isolamento / tratamento]  No  Domicílio  –  484

(mais   117     em relação  à   semana  passada, no dia  25/03/2021) 

–  Nº.   de   Casos   Confirmados   (cumulativo   desde   06   de Março   de    2020)   –  20.511

(mais     251    do  que  há  uma  semana,  a  25/03/2021)

–  Nº.   de   Casos   Infirmados   (cumulativo  desde   06   de Março de 2020)  –  310.848

(mais     7.388    comparativamente   à   passada   semana,  no dia  25/03/2021)

– Nº.   de   Internados   –   15

(menos    4     do que há  uma   semana,  a  25/03/2021)

– Nº.    de    Internados   em    Unidades   de    Cuidados   Intensivos    –   6

(mais     1    face  à   semana  passada,  no   dia   25/03/2021)

– Nº.    de     Internados   Ventilados  –  1

(menos   1   em  comparação  com  o  referido   no  relatório  da   passada   semana,   a  25/03/2021)

–  Nº.   de    Contactos    em   Vigilância    Ativa   –   1.508

(mais     342    do  que  na  semana  passada,  no  dia  25/03/2021)

–  Nº.    de   Óbitos    (cumulativo  desde   06  de  Março  de 2020)     –   347

(mais    3     do   que   o  indicado   no  relatório    da   passada   semana,   a   25/03/2021)

–  Nº.   de  Novos  Casos   Confirmados  [nas  anteriores  24  horas  –   de  01 de  Abril   de   2021]    –   38

(foram  registados   mais    11     Novos   Casos   Confirmados,    em comparação     a   igual  período  da     passada  semana,  no  dia  25/03/2021) 

– Nº.    de    Casos    Recuperados   (cumulativo   desde    06   de Março   de   2020)   –   19.665

(mais       135      do  que  há   uma   semana,  a  25/03/2021.  E mais  uma vez, é  um   número    inferior   ao   da     semana   anterior, quando  o ponto de  situação epidemiológica  no Algarve  assinalava a recuperação de  mais  160  pessoas  numa  semana.)  

PELA    SÉTIMA   SEMANA   CONSECUTIVA,   AS    ZONAS   DE   APOIO   À    POPULAÇÃO    (ZAP)   NO    ALGARVE     CONTINUAM    SEM    OCUPANTES 

Nos 16 concelhos do Algarve,  passaram a existir, desde há duas semanas,   36   Estruturas    designadas  Zonas  de   Apoio  à   População   (ZAP)  –  ou seja,  menos  uma  do  que  nas   semanas anteriores  –   com  um  total  de   1.980   camas  destinadas a  Isolamento Profilático, Quarentena e Reserva Social (apoio a lares de idosos), a servirem de retaguarda, a nível regional e municipal, neste processo da Covid-19.  E mantêm-se  “sem  ocupantes”,  como indica o relatório da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, de 02/03/2021, o que sucede há sete semanas consecutivas.

715

É    O     NÚMERO     TOTAL   DE   CAMAS     EM    16    UNIDADES    HOTELEIRAS   E  MILITARES,  QUE   CONTINUA   DE   RESERVA     DEVIDO   À   PANDEMIA

No tocante  a  outras Estruturas de Apoio, mantêm-se disponíveis, em todos os concelhos do Algarve,  16  unidades  hoteleiras  e  militares, com capacidade  total  de  715  camas“Sem  ocupantes”, assinala o  documento da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, nesta semana.

Também a denominada   Estrutura de Apoio de Retaguarda   (EAR), com  1.000 camas, em Alvor, no concelho de Portimão, está, agora, “sem utentes”. Isto, depois de há uma semana o relatório da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro ter registado sete utentes naquela estrutura. 

*  NÃO     EXISTEM         BRIGADAS     ATIVAS     DE   INTERVENÇÃO   RÁPIDA   DA   SEGURANÇA   SOCIAL     NO    ALGARVE

Pela terceira semana consecutiva,  não  há  registo de Brigadas de Intervenção Rápida  (BIR)  da Segurança Social,  ativas no Algave. Recorde-se que esta estrutura chegou a ter mais de duas dezenas de elementos envolvidos em operações em diversas instituições nesta região. E tal como na semana passada, o relatório da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, no dia 02/04/2021, sublinha:  “Ponto de Situação: Sem Brigadas ativas”.

* PAVILHÃO    DESPORTIVO  MUNICIPAL   DA   PENHA, EM   FARO,   E   PORTIMÃO    ARENA   CONTINUAM      DE   PREVENÇÃO    PARA   FUNCIONAREM    COMO   HOSPITAIS    DE   CAMPANHA,   EM   APOIO   ÀS    AUTORIDADES    DE   SAÚDE  

Pavilhão Desportivo Municipal da Penha, em Faro, e o Portimão Arena, espaço de multiusos localizado nesta cidade do barlavento algarvio, mantêm-se preparados  para uma eventual necessidade de ali instalar Hospitais de Campanha. Como o Litoralgarve tem referido, o pavilhão Portimão Arena já funcionou nessa condição, como estrutura de apoio ao Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA), concretamente ao Hospital do Barlavento, durante 35 dias, em que admitiu 170 doentes com Covid-19, oriundos de várias unidades de saúde do sul do país.

* VINTE   E   UMA     AMBULÂNCIAS   COM  EQUIPAS   ESPECIALIZADAS,   PRONTAS   A    SOCORRER   DOENTES   COM   COVID-19  NA   REGIÃO  

Também no âmbito do Plano de Operações Distrital para o Coronavírus (Covid-19) – PODCoV,  continuam operacionais   “21  Ambulâncias de Socorro dotadas de Equipas especializadas para resposta à situação pandémica”,  em todos os Corpos de Bombeiros da Região do Algarve, destaca o relatório semanal da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, divulgado a 02 de Abril de 2021.

CONCELHO   DE    PORTIMÃO  CONTINUA   A  SER   O    MAIS  ATINGIDO   PELA   COVID-19,   NO    ALGARVE,   SEGUIDO   DE     ALBUFEIRA   E   FARO

Com base na informação da Delegada de Saúde Regional do Algarve, Ana Cristina Guerreiro, o relatório semanal da Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, no dia  02/04/2021, divulgou como vem sendo habitual, os casos  ativos da Covid-19  e  os  casos recuperados em cada um dos 16 concelhos desta região. E uma vez mais, o Litoralgarve fez as contas à evolução desses dados, bem como dos casos revelados pelas câmaras municipais. Aqui fica o registo:

Marina de Albufeira

– ALBUFEIRA    (o concelho  mantém-se em situação de

RISCO    MODERADO,

para efeitos de perigo de transmissão  da  Covid-19, com  incidência   cumulativa                    

de   14  dias,  na  escala  da  Direção-Geral da  Saúde)

76    -   CASOS   ATIVOS   -  de  acordo   com    a  Delegada de Saúde Regional  do Algarve

(são  mais   29   do  que o indicado no relatório  da  semana  passada, no dia  26/03/2021)

2.205   –   CASOS   RECUPERADOS

(mais     8)

Por outro lado, a Câmara Municipal de Albufeira divulgou a Situação Epidemiológica Covid-19 neste concelho, na sua página na rede social ‘Facebook’, com os seguintes dados ao início da noite de  02/04/2021:

– Recuperados  Acumulados  –  2.205   (mais  1  em comparação com o  descrito no anterior relatório da autarquia, no dia 01/04/2021)

– Casos Confirmados Acumulados  –  2.325    (mais   3)

– Novos Casos Diários  –  6   (no dia anterior, 01/04/2021, no concelho de Albufeira estavam registados  12   novos casos diários)

– Casos  Ativos  –   76    (mais   2)

– Óbitos   Acumulados  –  44   (houve mais  1  óbito, durante a semana, no concelho de Albufeira)

–  ALCOUTIM

1   –  CASOS  ATIVOS  –  segundo  a   Delegada de Saúde Regional  do  Algarve

(sem alteração em relação  ao relatório da   passada  semana, publicado  no  dia  26/03/2021)

78   –   CASOS    RECUPERADOS

(sem  alteração)

Por sua vez, a  Câmara   Municipal   de   Alcoutim, no dia  01/04/2021,  pelas  18h.15m., sobre a situação epidemiológica Covid-19 no seu concelho, publicou este quadro:

0    –   Casos  Ativos    (no anterior relatório da autarquia, a 24/03/2021, divulgado na sua página na rede social ‘Facebook’, estava registado  1  caso ativo neste concelho) 

2    –     Vigilâncias    (menos  1  face  ao relatório anterior apresentado pela edilidade, no dia 24/03/2021)

76    –     Recuperados   (mais  1 ) 

4    –    Óbitos, em números acumulados  (sem  alteração) 

 ALJEZUR    (o  concelho  mantém  o  grau  de

RISCO    MODERADO)

2     –    CASOS   ATIVOS    –  registou   a   Delegada de Saúde Regional do  Algarve

(é  o  mesmo  número   indicado  no relatório da  passada  semana, a 26/03/2021)

65   –   CASOS    RECUPERADOS

(mais   1)

Já a última informação da   Câmara   Municipal    de    Aljezur, divulgada através da  sua página na rede social ‘Facebook’, no   dia   29/03/2021  às  16:20 horas,  sobre a situação epidemiológica neste concelho, indicava o seguinte:

69  –    Casos  Confirmados   (Acumulados) desde o início da pandemia   (mais   2   do  que o que figura no anterior relatório da   autarquia,  a  18/03/2021)

2    –     Casos   Ativos     (sem   alteração) 

66    –  Casos   Recuperados   (mais    2)

1   –   Óbitos,  desde o inicio da pandemia   (sem  alteração)

CASTRO  MARIM     (o concelho  continua  com o grau   de    RISCO   MODERADO)

1   –    CASOS  ATIVOS  –  de  acordo  com  a  Delegada de Saúde  Regional  do  Algarve

(menos   2    do   que  o que foi  referido no relatório   da   passada  semana,  no  dia  26/03/2021)

387    –    CASOS     RECUPERADOS

(mais    2)

Entretanto, a  Câmara   Municipal   de   Castro    Marim    manteve este quadro sobre a situação epidemiológica Covid-19, divulgado  no dia  25/03/2021, às  21:41 horas:

3    –     Casos  Ativos  Confirmados   (Atuais)   –  (sem  alteração  comparativamente à informação apresentada pela autarquia no seu anterior relatório, a  22/03/2021)

5    –     Em  Vigilância   (casos  positivos  e  casos  em  isolamento  profilático  / atuais)  –  (mais  1) 

366    –      Casos    Recuperados   (Cumulativo)  –   (sem  alteração)

2    –    Óbitos  (Cumulativo)   – (sem  alteração)

MAIS     25    PESSOAS    RECUPERADAS    NUMA    SEMANA    NO    CONCELHO    DE   FARO  

–   FARO     (concelho   de

RISCO     MODERADO)

54    –   CASOS   ATIVOS –   indicou   a    Delegada de Saúde Regional  do  Algarve

(menos    12   do  que  na  passada  semana,  no  dia  26/03/2021)

3.065   –     CASOS    RECUPERADOS  

(mais    25)

Por sua vez, a Câmara    Municipal   de   Faro, no seu habitual relatório sobre a situação  epidemiológica Covid-19 no concelho, divulgou estes dados no dia   02/04/2021, já ao início da noite:

04    –      Novos   Casos     (mais  2   face  ao anterior relatório da autarquia,  a   01/04/2021)

54    –    Casos   Ativos   (mais  2)

3.170  –  Casos   Confirmados  (Cumulativo)  –  (mais    4)

3.065    –        Casos    Recuperados   (mais     2)

51    –      Óbitos   (Cumulativo) desde o início da pandemia  –  (sem  alteração)

–  LAGOA      (concelho  de   RISCO    MODERADO)

34     –    CASOS    ATIVOS –  segundo a  informação transmitida    pela     Delegada de Saúde   Regional   do   Algarve

(mais   24   do  que  há  uma  semana,  no  dia  26/03/2021)

622   –       CASOS    RECUPERADOS

(mais     2)

Por outro lado,  a  Câmara   Municipal   de    Lagoa, no seu Ponto de Situação Diário sobre a Covid-19  no concelho, divulgou os seguintes dados no dia  01 de Abril de 2021:

4    –   Novos   Casos     (menos   2   em  relação   ao   que  foi indicado no  relatório da autarquia, no dia anterior, 31/03/2021)

34   –     Casos    Ativos   (mais   2)

670    –   Casos    Positivos   Acumulados        (mais   3)

622   –    Casos    Recuperados   Acumulados    (mais    1)

14   –  Óbitos   Acumulados  desde  o  início  da  pandemia – (sem  alteração)

15     CASOS    ATIVOS     NO    CONCELHO    DE    LAGOS,    ONDE   1.330    PESSOAS    JÁ   ESTÃO    CURADAS       

LAGOS      (o  concelho  mantém  o  grau  de

RISCO  MODERADO)

15     –     CASOS   ATIVOS    –    indicou   a  Delegada de  Saúde  Regional   do   Algarve

(menos   5   casos   do  que  na  passada   semana,  a  26/03/2021)

1.330    –     CASOS     RECUPERADOS

(mais   7 )

Já  a   Câmara   Municipal   de    Lagos, no dia  26/03/2021,  apresentou   a  situação  epidemiológica Covid-19 no concelho, com estes  dados relativos ao período de  19/03/2021   a   01/04/2021:

0     –       Novos  Casos   (Diário –  01/04/2021)  –   (no  dia  anterior, 31/03/2021, o relatório da edilidade registou 1  novo caso)

15     –   Casos   Ativos   (menos   1)

1.372   –    Total  de  Casos  Confirmados  (desde o início dapandemia)   –  (sem   alteração)

1    –   Casos   Recuperados   (Diário – 01/04/2021)  – (no dia anterior, 31/03/2021, não houve registo de pessoas recuperadas da Covid-19)  

1.330    –       Casos   Recuperados   (Acumulado)  –   (mais  1)

27     –     Óbitos   (total  acumulado,  desde  o  início da  pandemia )  –    (sem  alteração)

LOULÉ    (o   concelho      mantém   o   grau      de   

                         RISCO      MODERADO)  

42    –     CASOS     ATIVOS   –   anotou  a   Delegada    de    Saúde   Regional  do  Algarve

(mais   7     do  que  há   uma  semana, a  26/03/2021)

3.624    –    CASOS     RECUPERADOS 

(mais    15)

Por sua vez, a  Câmara    Municipal    de    Loulé ,  através da rede social ‘Facebook’, divulgou no dia 30/03/2021 este quadro sobre a situação epidemiológica Covid-19 no concelho,  com  dados  relativos ao período de  16/03/2021  a  29/03/2021:

5   –   Casos    Novos    (Diário  –  29/03/2021)  –  (mais  1  em relação  ao anterior relatório da autarquia, no dia  25/03/2021)

24   –  Casos  Ativos      (mais   6)

3.824    –    Casos  Positivos  (Acumulado)  –  (mais    14)

2    –     Recuperados    (Diário – 29/03/2021)  –  (mais    2)

3.759    –    Recuperados    Acumulados   –    (mais     8)

64      –    Óbitos   Acumulados,  desde  o   início  da   pandemia

(sem  alteração)

SURGIRAM    MAIS    DUAS    CRIANÇAS    INFETADAS    NO    CONCELHO   DE    MONCHIQUE,   SEGUNDO     O    PRESIDENTE    DA    CÂMARA    MUNICIPAL,     RUI     ANDRÉ

– MONCHIQUE   (concelho  de

        RISCO    MODERADO)

6    –   CASOS   ATIVOS –   de   acordo   com   a  Delegada de Saúde    Regional   do   Algarve

(há  uma semana,  no  dia  26/03/2021, não havia registo de casos ativos no concelho de Monchique)

165  –      CASOS       RECUPERADOS

(sem   alteração)

Por outro lado, a última informação da Câmara Municipal de Monchique e  do  seu  presidente, Rui André, divulgada através da rede social ‘Facebook’, no dia  27 de Março de  2021,  indicou o seguinte:

2   –   Novos  casos   (27/03/2021) – (sem alteração comparado com o relatório do dia  anterior, 26/03/2021)

5   –   Casos  Ativos    (mais  2)

162   –   Recuperados   (sem  alteração)  

11  –   Óbitos   (acumulados) –  (sem  alteração)

Total de casos acumulados – 178

“Na atualização de hoje  [27 de Março de 2021] sobre a evolução da situação epidemiológica no nosso concelho, e depois de ontem terem sido realizados cerca de 50 testes a contactos dos três casos positivos, com destaque para as duas turmas do 1° Ciclo, lamento informar que DUAS DESSAS CRIANÇAS TIVERAM RESULTADO POSITIVO. Passamos assim a ter 5 CASOS ATIVOS NO CONCELHO DE MONCHIQUE”, anunciou, na altura, o presidente do executivo camarário local, Rui André, na sua Informação nº. 59, dirigida à população do município.

MAIS    UM    ÓBITO    NO    CONCELHO    DE   OLHÃO,   “VÍTIMA   DE   COVID”,  REVELOU    O     PRESIDENTE    DA    CÂMARA     MUNICIPAL,   ANTÓNIO   MIGUEL    PINA

–   OLHÃO     (o  concelho  continua   no  nível

                          de   RISCO     MODERADO)

18    –      CASOS   ATIVOS  –  de  acordo   com    a Delegada de Saúde Regional do Algarve

(menos    2    do  que  na   passada   semana,  a  26/03/2021)

1.675      CASOS     RECUPERADOS

(mais    11)

Já  o presidente da Câmara Municipal de Olhão, António Miguel Pina, numa mensagem dirigida à população  do  concelho, através  da página da autarquia na rede social ‘Facebook’, no dia  28/03/2021, pelas  12:20 horas,  anunciou a morte de uma pessoa, “vítima de Covid, falecida esta semana”.

“Na sequência do surto de Covid-19 relacionado com o setor da construção civil em Portimão, estão neste momento contabilizados 89 casos positivos (ativos), entre trabalhadores e coabitantes, os quais foram precocemente isolados”, anunciou   a  Câmara  Municipal, em comunicado

–   PORTIMÃO     (concelho  de  RISCO    MODERADO) 

187     –      CASOS    ATIVOS  –   revelou    a   Delegada de Saúde Regional  do  Algarve

(mais   63    do   que  na   semana  passada,  a  26/03/2021)

2.061             CASOS      RECUPERADOS  

(mais   39)

Já a  Câmara   Municipal   de    Portimão, no seu último  Ponto de Situação epidemiológica Covid-19, publicou  este quadro  no  dia  29/03/2021:

–   Casos  Ativos  –    87       (menos   11    em  relação  ao  anterior  relatório da autarquia,  no  dia  27/03/2021)

–   Casos  Confirmados   (cumulativo)   –  2.144    (mais    13)

–   Total   de   Recuperados   –   2.021     (mais     24)

–  Total   de   Óbitos  (desde o início da pandemia, em Março de 2020)   –   29    (sem  alteração)

“Comportamentos de risco, associados a falhas na utilização de equipamentos de proteção individual e a momentos sociais veemente desaconselhados neste período de exceção” estão  na  origem   do  novo   surto   no   concelho  de    Portimão,  denuncia  a  autarquia

Entretanto, num comunicado enviado aos órgãos de informação, pelas 17h33, do dia 02 de Abril de 2021, a Câmara Municipal de Portimão apresentou o ponto da situação epidemiológica no concelho, com a seguinte informação: “Na sequência do surto de Covid-19 relacionado com o setor da construção civil em Portimão, estão neste momento contabilizados 89 casos positivos (ativos), entre trabalhadores e coabitantes, os quais foram precocemente isolados, numa ação de antecipação levada a cabo pela Unidade de Saúde Pública de Portimão, com o apoio da Proteção Civil Municipal”.

E acrecentou: “Segundo a Subcomissão Municipal Permanente de Proteção Civil – COVID-19, coordenada pela Delegada de Saúde, logo que conhecido o potencial de desenvolvimento deste surto, iniciou-se em meados de março um plano de ação para resposta à previsível situação epidemiológica decorrente dos primeiros casos positivos detetados. As causas deste surto estão relacionadas com práticas de comportamentos de risco, associados a falhas na utilização de equipamentos de proteção individual e a momentos sociais veemente desaconselhados neste período de exceção, sendo de notar que existem cerca de duas centenas de estaleiros ativos no concelho, onde operam dezenas de empresas de subempreiteiros que percorrem várias obras em poucos dias”.

SÃO  BRÁS   DE   ALPORTEL  (concelho

                                                de    RISCO   MODERADO)

2    –     CASOS    ATIVOS   –   segundo     a   Delegada de Saúde   Regional   do   Algarve

(sem  alteração  face   à   semana  passada,  no  dia   26/03/2021)

386    –    CASOS     RECUPERADOS

(sem   alteração)

Por seu turno,  a  Câmara  Municipal   de   São  Brás  de  Alportel atualizou a Situação Epidemiológica no concelho, referente  ao  dia  02/04/2021, com o seguinte  quadro, divulgado durante a madrugada de 03/04/2021:

2    –    Casos   Ativos   (sem alteração face ao registado no relatório da autarquia no dia anterior, 01/04/2021)

8    –        Em  Vigilância    (sem  alteração)

373       –      Recuperados    (sem   alteração)

12     –      Óbitos    Acumulados, desde o início da pandemia) – (sem  alteração)

387   –      Total de Casos Confirmados acumulados desde 10/03/2020

EXISTEM   25   CASOS   ATIVOS    NO    CONCELHO   DE   SILVES,   ONDE   1.193    PESSOAS    JÁ    CONSEGUIRAM    RECUPERAR   DA    DOENÇA

–  SILVES   (concelho   com  o  grau  de

RISCO    MODERADO)

25    –     CASOS   ATIVOS  –   assinalou  a   Delegada de Saúde  Regional  do  Algarve

(mais   3   do   que  há   uma   semana,  a  26/03/2021)

1.193    –     CASOS     RECUPERADOS

(mais     12)

Entretanto,  a   Câmara Municipal     de    Silves  apresentou os seguintes dados sobre a situação epidemiológica do concelho,  no dia  02/04/2021:

1      –     Casos  Novos   do  Dia  –  (no anterior relatório da autarquia, publicado  a   30/03/2021, o registo de novos casos era  zero)

21    –     Casos  Acumulados    (De   20/03/2021   a   02/04/2021) 

             (mais   7)

25     –   Casos   Ativos    (inclui  Novos Casos)    –    (mais  2)

1.193    –    Casos    Recuperados  (Cumulativo)   –  (mais  5  em  relação  ao  anterior relatório da câmara)

12     –   Óbitos, desde o início da pandemia   (sem  alteração)   

TAVIRA    (concelho  de

                           RISCO    MODERADO )

10    –      CASOS     ATIVOS –  indicou   a   Delegada de Saúde Regional do Algarve

(mais    1   do   que  há   uma  semana,  a  26/03/2021)

1.463    –     CASOS     RECUPERADOS

(mais     6)

Também neste concelho, e uma vez mais,  diferentes foram os números divulgados pela Câmara    de    Tavira,  no dia  02/04/2021, pelas  18:00 horas, na atualização da  situação epidemiológica Covid-19 no município, com  dados  de  20/03/2021  a  02/04/2021:

1.552   –   Casos   Confirmados   (desde o início da pandemia)  –   – (mais   3   em relação  ao  anterior relatório  da autarquia, no dia 01/04/2021)

34   –       Em    Isolamento    (mais   7)

1.514    –      Recuperados   (Acumulados)   –    (sem   alteração)

9    –         Casos   Ativos    (mais   3)

29      –   Óbitos   Acumulados   (desde o início da pandemia) – /(sem  alteração)

11   CASOS   ATIVOS   NO   CONCELHO   DE   VILA   DO   BISPO   E   60   PESSOAS   EM   CASA,   SOB   VIGILÂNCIA   DAS    AUTORIDADES    DE    SAÚDE.  PELO   SEXTO  DIA  CONSECUTIVO,   NÃO   HOUVE   NOVOS   CASOS   DE   INFEÇÃO

–  VILA    DO    BISPO    (concelho   de

      RISCO     MODERADO)

11    –    CASOS     ATIVOS  –  informou  a  Delegada  de  Saúde Regional  do   Algarve

(mais   4    do  que  na    semana  passada,  no  dia  26/03/2021)

121    –     CASOS    RECUPERADOS

(sem alteração)

Segundo apurou o Litoralgarve,  o ponto de situação Covid-19 no concelho de Vila do Bispo, a  02/04/2021, não registou novos casos nas últimas 24 horas, o que acontece pelo sexto dia consecutivo. Neste momento,  existem   11  casos  ativos  e  pertencentes  à  mesma cadeia de contágio neste concelho, onde   60  pessoas   (menos   3  do  que no  dia  anterior, 01 de Abril) estão  em casa,  sob vigilância das autoridades de saúde.

VILA   REAL   DE   SANTO   ANTÓNIO

                           (concelho    de  RISCO   MODERADO) 

15    –     CASOS    ATIVOS  –  registou  a   Delegada de Saúde  Regional  do   Algarve

(menos   4    casos  do   que  há  uma  semana,  no  dia  26/03/2021)

1.225    –     CASOS    RECUPERADOS

(mais    7)

Por outro lado, a  Câmara    Municipal    de    Vila   Real   de    Santo     António,   a  02/04/2021, divulgou este ponto de situação epidemiológica no concelho, com “dados até dia 1 – ABR -21 | 24h00 – Fonte ARS (Administração Regional de Saúde) / DGS” (Direção-Geral da Saúde):

0    –      Novos   Casos     (sem alteração  face  à informação divulgada pela autarquia, no dia  anterior, 01 04/2021)

15     –    Casos   Ativos   (menos   1)

1.259    –  Casos  Confirmados  (Cumulativo)  –  (sem  alteração)

1.225    –      Casos   Recuperados  (Cumulativo)  –  (mais   1)

19      –   Óbitos    (Acumulados)   desde o início da pandemia   –  (sem   alteração)

 Governo   deixa  avisos  a   concelhos   em  risco   de   contágio,  onde   poderá    haver    retrocesso   nas  medidas   de   desconfinamento  que   se   iniciam   a   partir   de   segunda-feira,  05 de Abril  de  2021.  Vila do Bispo, Portimão, Lagoa e Albufeira  integram lista de  municípios  em  alerta de contágio da  Covid-19

O primeiro-ministro, António Costa, apresentou uma lista de 19  concelhos no país, com mais de 120 casos de Covid por 100 mil habitantes, em risco de contágio da Covid-19 e da qual fazem parte  Alandroal, Albufeira, Beja, Borba, Cinfães, Figueira da Foz, Figueiró dos Vinhos, Lagoa, Marinha Grande, Penela, Soure, Vila do Bispo, Vimioso, Carregal do Sal, Moura, Odemira, Portimão, Ribeira de Pena e Rio Maior.

Em conferência de imprensa realizada na quinta-feira, dia 1 de Abril, em Lisboa,  António Costa alertou para a possibilidade de haver um retrocesso nas medidas de desconfinamento nesses concelhos se estes ultrapassarem a linha de risco  dos indicadores da pandemia de Covid-19, após avaliações de 15 em 15 dias. “Se em duas avaliações sucessivas, os concelhos estiverem acima do limiar de risco, as medidas de desconfinamento não devem avançar nesses concelhos“,avisou o chefe do governo. Perante esse cenário, apelou para a necessidade de ser feito “um esforço acrescido de controlo e rastreio das cadeias de transmissão” do novo coronavírus naqueles concelhos, que estão agora na lista ‘negra’, sob vigilância, devido à incidência por Covid-19. Como já referimos, no Algarve, os concelhos nessa situação de alerta de contágio são Vila do Bispo, Lagoa, Portimão e  Albufeira.

José Manuel Oliveira

Paulo Silva

PUBLICIDADE