JOÃO CORREIA MAIS PERTO DOS JOGOS PARALÍMPICOS TÓQUIO 2020

João Correia, primeiro atleta português a ganhar uma medalha internacional para o atletismo em cadeiras de rodas, confirma a marca de qualificação para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, com a melhor marca internacional do ano, e defende a 5.ª posição do ranking mundial de apuramento para os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 (ranking de 24 meses), nos 100 metros em cadeira de rodas. O atleta, que representa o Centro de Atletismo de Santo Tirso, realizou a prova dos 100 metros (classe T51 – afetação de movimentos nos membros superiores e inferiores) com o registo de 22,22 segundos, após a participação no Torneio Absoluto do Norte, competição realizada no sábado, dia 6 de fevereiro, na pista de atletismo do Complexo Desportivo de Lousada.

Este ranking de 24 meses encerra no dia 1 de abril, sendo os seis primeiros atletas do ranking internacional qualificados para participar nos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020.

João Correia, atleta natural de Santo Tirso, afirma que “após quase um ano a treinar de forma condicionada, fruto de todas as restrições e cuidados a que a pandemia nos obriga, esta competição teve um significado muito especial, até pela sua importância, quer para mim, quer para Portugal, uma vez que nos encontramos a pouco mais de um mês para terminar a fase de atribuição de vagas para os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020, e este resultado irá abrir mais uma vaga para o país, na modalidade de atletismo. Dedico este resultado a todas as pessoas que diariamente se apresentam na linha da frente, na luta contra a pandemia”.

João Correia nasceu em 1983 e, aos dois anos, sofreu um acidente que o deixou numa cadeira de rodas. Em 1991, começou a praticar desporto, tornando-se no primeiro atleta português a ganhar uma medalha internacional, na modalidade de atletismo em cadeira de rodas. Já conta com 20 anos de carreira e mais de 68 participações em provas nacionais e internacionais.

PUBLICIDADE