Sociedade

COVID-19 – APENAS CINCO PESSOAS ESTÃO INTERNADAS EM HOSPITAIS PÚBLICOS DO ALGARVE E UMA NOS CUIDADOS INTENSIVOS

A situação epidemiológica  na região algarvia, às 00h00 do dia 29 de Maio de 2020, de acordo com os dados fornecidos pela Autoridade de Saúde Regional, indica 285 doentes já recuperados, o que corresponde agora a 77,7 %, ou seja mais 5,9 por cento numa semana.

A situação epidemiológica no Algarve continua a evoluir de forma favorável, registando-se menos internados com Covid-19 e também um menor número de casos positivos no domicílio, existindo cada vez mais recuperados, entre outras situações. Segundo o relatório remetido ao Litoralgarve pela Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro, elaborado às 00h00 do dia 29 de Maio de 2020, de acordo com os dados fornecidos pela Autoridade de Saúde Regional, há agora 05 internados, 01 em Cuidados Intensivos, 62 casos positivos no domicílio e 99 contactos em vigilância ativa. A esses, juntam-se 367 casos confirmados acumulados desde o início da pandemia, 25.374 não confirmados (cumulativo) e 285 doentes recuperados, o que corresponde a 77,7 por cento. E o número de óbitos mantém-se em 15.

Existem menos 31 contactos em vigilância ativa pelas autoridades de saúde

Face ao ponto de situação apresentado há uma semana, no dia 22 de Maio de 2020, registam-se menos dois internados e também menos dois em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). Num dos hospitais da região algarvia, como referimos, há agora apenas um doente com Covid-19 em UCI. Por outro lado, verificam-se menos 17 casos positivos no domicílio e um decréscimo de 31 em relação a contactos em vigilância ativa pelas autoridades de saúde. O relatório indica, ainda, entre 22 de Maio e 29 deste mês, mais 09 casos confirmados acumulados do novo coronavírus e mais 2199 que não se confirmaram. No tocante ao total de recuperados, há a assinalar um aumento de 5,9 por cento no espaço de uma semana.

Já foram realizados 8.373 testes a utentes e a funcionários de 112 lares de idosos, além de 2.161 testes ao pessoal de 131 creches

Por outro lado, o relatório revela que, na sequência do protocolo celebrado entre o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e o Algarve Biomedical Center (ABC), com sede em Faro, foram realizados 8.373 testes (ou seja, mais 142 numa semana) e 271 re-testes (mais 01) a utentes e a funcionários de 112 lares (mais 12) de idosos nos 16 concelhos desta região. Em simultâneo, foram levados a efeito 2.161 (mais 747) testes a funcionários de 131 creches (mais 27) entre 04/05/2020 e 28/05/2020.

96 unidades hoteleiras e militares, com 1976 camas em reserva

No tocante às Zonas de Apoio à População (ZAP), validadas pelas autoridades de saúde e instaladas em toda a região algarvia, existem agora 65 estruturas, com a capacidade total de 3.390 camas (menos 40 em relação à semana anterior) de três tipologias – Isolamento profilático, Quarentena e Reserva Social, neste caso para apoio a lares de idosos. E neste momento, continuam acionadas para quarentena/isolamento profilático três Zonas de Apoio à População nos concelhos de Albufeira, Portimão e Tavira. Já no que diz respeito a unidades hoteleiras e militares em reserva, também validadas pelas autoridades de saúde e instaladas nos 16 concelhos do Algarve, para doentes com Covid-19, o relatório refere que se encontram disponíveis “96 Estruturas, com capacidade de 1976.” Ou seja, o dispositivo passou a contar com mais uma estrutura, mas menos 120 camas.

Marinha Portuguesa leva a efeito ações de sensibilização para mestres e contra-mestres de embarcações de pesca, ao nível de higienização, descontaminação e desinfeção

Por outro lado, para apoio ao Centro Hospital Universitário do Algarve (CHUA), mantêm-se instalados circuitos exteriores de doentes COVID nos hospitais de Faro e de Portimão. O pavilhão do Sporting Clube Farense continua com 50 camas de reserva. Ao mesmo tempo, o Pavilhão Desportivo Municipal da Penha, em Faro, e o Portimão Arena, espaço de multiusos situado no Parque de Feiras e Exposições nesta cidade, estão preparados para a eventual necessidade de funcionarem como hospitais de campanha para doentes vítimas do novo coronavírus.

Refira-se, ainda, que desde 28 de Maio até 01 de Junho, elementos da Marinha Portuguesa estão a levar a efeito, no Algarve, dez ações de sensibilização para mestres e contra-mestres, no âmbito do reforço das práticas de segurança a bordo das embarcações de pesca, devido à Covid-19. Trata-se de um plano de formação, sensibilização, higienização, descontaminação e desinfeção, a nível regional. 

Autor: José Manuel Oliveira

Deixe uma resposta