Diversos

Avaria informática na Extensão de Saúde de Sagres obriga a remarcar mais de 150 consultas

O problema do sistema informático já está resolvido, mas muitos utentes que já tinham marcado consultas antes da avaria dos computadores, só deverão tê-las em Janeiro de 2020.

O problema ocorrido há quase um mês no sistema informático da Extensão de Saúde de Sagres, que obrigou a adiar dezenas de consultas médicas nesta freguesia do concelho de Vila do Bispo, já está, por agora, resolvido, encontrando-se a “situação normalizada desde a tarde de sexta-feira”, dia 22//2019, com os computadores “a funcionar”. Quem o diz é o presidente da Junta de Freguesia de Sagres, Luís Miguel Paixão,  que, em declarações ao ‘Litoralgarve’, aponta para o facto de “só nesta localidade terem de ser remarcadas cerca de 150 consultas”, devendo a situação ficar regularizada possivelmente apenas durante o mês de Janeiro de 2020. E isto, numa freguesia com mais de 3.000 habitantes, 70 por cento dos quais idosos. Até agora, devido ao problema informático, só havia consultas do dia para casos de urgência na Extensão de Saúde de Sagres.

“Situação  insustentável   e  a  população  revoltada”

 Num ‘email’ enviado no dia 20/11/2019 à diretora executiva do Agrupamento de Centros de Saúde  (ACES) Algarve II Barlavento, Leonor Bota, com o conhecimento da Administração Regional de Saúde do Algarve, o presidente da Junta de Freguesia de Sagres manifestou a sua preocupação e da população, “perante o facto de há quase um mês a Extensão de Saúde de Sagres estar a funcionar com os serviços mínimos, devido à avaria do sistema informático que regista o historial do doente e faz o registo das marcações das consultas.” “Esta avaria obriga a que as consultas não sejam marcadas e as anteriormente marcadas tenham que ser canceladas porque o médico não tem acesso ao historial do doente. Esta situação também impede que a vacinação da gripe seja ministrada, causando grandes transtornos e perigo para a saúde da população mais idosa”, alertou Luís Miguel Paixão, acrescentando que “desde há quase um mês que em Sagres apenas são feitas as consultas do dia, renovações de baixas e de receituário.”

“A situação está a ficar insustentável e a população revoltada”, lamentou o autarca, tendo colocado três questões àquela entidade: “Para quando a resolução da avaria? Para quando são remarcadas as consultas canceladas? Quando são feitas as vacinas da gripe?”

Diretora  do  Agrupamento de Centros de Saúde do Barlavento Algarvio reconhece problemas

Em resposta, a responsável do ACES Algarve II Barlavento, com sede em Portimão, comunicou que “o material necessário para a reparação do equipamento informático danificado, já foi fornecido, sendo que o normal funcionamento dos serviços será reposto até final da presente semana, em devida articulação com os serviços da ARS Algarve/ACES Barlavento e com os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).”

“Compreendemos a preocupação dos Utentes, dos Profissionais adstritos às diversas Unidades de Saúde afetadas, assim como da Câmara Municipal de Vila do Bispo e das Juntas de Freguesia de Sagres e de Budens. Tratou-se, efetivamente, de contingência externa ao serviço, que, com o esforço de todos, tem vindo a ser ultrapassada, por forma a não causar transtornos de maior aos Utentes”, reconheceu Leonor Bota.

“Logo que o sistema informático seja restabelecido na sua totalidade”, prometeu, “as consultas programadas, entretanto desmarcadas, serão agendadas pelos Serviços, por iniciativa dos mesmos ou por parte dos Utentes, assim como a vacinação que se encontra por efetuar.”

“De facto, com o incidente ocorrido, apenas tem sido possível assegurar as Consultas do Dia, destinadas a situações agudas, assim como a verificação de meios de diagnóstico e terapêutica e prossecução de actos de enfermagem inadiáveis”, constatou aquela responsável, confirmando, assim, a denúncia do Presidente da Junta de Freguesia de Sagres.

“Neste país, a tendência é empurrar os problemas com a ‘barriga para a frente’”

O autarca Luís Paixão receia que venham a repetir-se problemas no sistema informático na Extensão de Saúde de Sagres: “Não é a primeira vez que tal sucede. São computadores antigos e não acredito na renovação do sistema informático. Neste país, a tendência é empurrar os problemas com a ‘barriga para a frente’ e os outros que fechem a porta…” E sobre a vacina para a gripe, diz que nada sabe.

Deixe uma resposta