Politica

Jamila Madeira e José Apolinário, poderão integrar o próximo Governo

 Deputada algarvia apontada para secretária de Estado da Saúde

Jamila Madeira, eleita, de novo, deputada do Partido Socialista (PS), tendo encabeçado a lista pelo Círculo Eleitoral de Faro, nas eleições legislativas realizadas no passado dia 06/10/2019, poderá  vir a ocupar o cargo de secretária de Estado da Saúde do próximo Governo liderado pelo primeiro-ministro António Costa.

A informação, que já tinha sido avançada há meses ao ‘Litoralgarve’, foi-nos confirmada neste domingo, dia 13 de Outubro, por fonte partidária, numa altura em que decorrem contactos para a formação do Governo e negociações com vários partidos, tendo em vista a apresentação do programa e o Orçamento de Estado para 2020, na Assembleia da República. A atual ministra da Saúde, Marta Temido, deverá permanecer em funções.

Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PS e coordenadora da bancada ‘rosa’ para a área da Saúde, tendo integrado, além deste sector, as comissões dos Negócios Estrangeiros e Comunidades Portugueses, bem como a do Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, Jamila Bárbara Madeira e Madeira, de 44 anos, natural de Alte, aldeia do concelho de Loulé, é licenciada em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (1993/1997), em Lisboa, economista e quadro permanente da empresa EDP – Redes Energéticas Nacionais, como Diretora para a Agenda Europeia de Energia, funções que suspendeu em 2009 por motivos políticos. 

Recorde-se que Jamila Madeira é deputada do PS na Assembleia da República pelo Círculo Eleitoral de Faro há várias legislaturas, desde 1999 e já foi eurodeputada em Bruxelas, de 2004 a 2009. Em termos partidários, antes tinha sido secretária-geral nacional da JS.

É filha do conhecido advogado Luís Filipe Madeira, residente em Alte e histórico dirigente do PS no Algarve, antigo deputado na Assembleia da República pelo Círculo Eleitoral de Faro e eurodeputado, entre muitos outros cargos. Recorde-se que o pai de Jamila Madeira também foi secretário de Estado do Turismo e presidente da Região de Turismo do Algarve.

José Apolinário deverá manter-se

como secretário de Estado das Pescas

Já José Apolinário, eleito novamente deputado pelo Círculo Eleitoral de Faro, ao integrar a lista, desta vez em segundo lugar (foi o primeiro há quatro anos) do PS, ao que tudo indica manter-se-á como secretário de Estado das Pescas, segundo apurou ‘Litoralgarve’. O ministério do Mar, que também deverá continuar sob a responsabilidade da ministra Ana Paula Vitorino, poderá ser alvo de várias remodelações, deixando, nomeadamente, de incluir os portos.

Natural de Pechão, freguesia do concelho de Olhão, José Apolinário Nunes Portada, com 57 anos, é jurista e desempenhou, a partir de Fevereiro de 2012, o cargo de presidente Conselho de Administração da Docapesca, empresa pública sediada em Lisboa, responsável pela gestão das lotas portuguesas. Antes, exerceu funções de Diretor-Geral das Pescas.

A nível político, recorde-se, foi Secretário-Geral nacional da Juventude Socialista, deputado na Assembleia da República em várias legislaturas, desde 1983, eurodeputado do PS em Bruxelas, de 1993 a 1998, e presidente da Câmara Municipal de Faro, entre 2005 e 2009 (ano em que perdeu as eleições autárquicas para o social-democrata José Macário Correia), entre outros cargos no Algarve.

Deixe uma resposta