Cultura

Colóquio Internacional revisita a Lagos de Sophia de Mello Breyner Andresen

Intitulado “Lagos onde reinventei o mundo”, o colóquio está integrado nas comemorações do Centenário do Nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen e terá lugar no Centro Cultural de Lagos no próximo dia 3 de outubro (5ª feira) entre as 9H30 e as 18H30. Organizado pela Comissão Coordenadora do Centenário de Sophia de Mello Breyner Andresen e pelo CNC – Centro Nacional de Cultura, o evento conta com o apoio da Câmara Municipal de Lagos.

Dada a importância de Lagos e do Algarve na vida e obra da autora, ao longo do ano o Município tem contado com uma programação cultural diversificada que visa celebrar o Centenário do Nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen. Coordenado pela Comissão Coordenadora do Centenário de Sophia de Mello Breyner Andresen e pelo Centro Nacional de Cultura, com o apoio da Câmara Municipal de Lagos, o Colóquio Internacional “Lagos onde reinventei o mundo” simboliza um dos pontos altos da programação. Organizado em quatro-mesas redondas, o colóquio abordará alguns tópicos e temas presentes na sua obra literária, nomeadamente o mar, o diálogo com os poetas do Sul, a importância dos contos para crianças e a presença do sagrado na sua poesia.

A sessão de abertura estará a cargo de Hugo Pereira, Presidente da Câmara de Lagos, Paulo Águas, Reitor da Universidade do Algarve, Maria Andresen Sousa Tavares, filha da autora e criadora da Comissão para o Centenário de Sophia de Mello Breyner Andresen, e Guilherme d’Oliveira Martins, da Comissão Coordenadora do Centenário. Ao longo do dia, as mesas redondas contarão com a presença de autores, investigadores, professores e especialistas com ligação a Sophia e à sua obra. Durante a manhã estão previstas duas mesas redondas dedicadas aos temas “A presença do mar” (António Branco, Cláudio Trognoni, Maria Inês Castro e Silva, Joana Matos Frias) e “Os contos para crianças e a poesia” (Carlos Mendes de Sousa, Alva Martínez Teixeiro e João Minhoto Marques). À tarde serão apresentados os temas “Os Poetas do Sul” (Nuno Júdice, Fátima Freitas Morna, Fernando Cabral Martins e Gastão Cruz) e “Poesia e Sagrado” (Federico Bertolazzi, José Pedro Serra, Maria Andresen Sousa Tavares e Pedro Mexia). As considerações finais ficarão a cargo de Fernando Cabral Martins, da Comissão Organizadora do Colóquio. Também integrada nas Comemorações do Centenário de Sophia, está patente, até 26 de outubro, no Centro Cultural de Lagos, a Exposição Fotográfica “Lugares de Sophia”. Até ao final do ano, estão também previstos o espetáculo “Memórias de Criada”, de Neusa Dias (6 de novembro), o Recital “O meu ofício de poeta para a reconstrução do mundo”, por Pedro Lamares (7 de novembro), o Prémio Musa – Concerto Coral (9 de novembro) e um concerto pela Orquestra de Jazz do Algarve (30 de novembro).

O Colóquio Internacional Sophia de Mello Breyner Andresen “Lagos onde reinventei o mundo” terá lugar no próximo dia 3 de outubro (5ª feira), entre as 9H30 e as 18H30, no Centro Cultural de Lagos. A entrada é gratuita e não requer inscrição.

Participe e viaje por Lagos e pelo Algarve com Sophia. Uma oportunidade a não perder para quem quiser revisitar a obra da autora ou aprofundar o estudo da mesma.

Consulte o programa completo aqui

Autor: Câmara Municipal de Lagos

Deixe uma resposta