Diversos

Portimão preparado para o agravamento do risco de incêndio rural

Na sequência do Despacho do Governo, até ao próximo domingo,

8 de setembro, está declarada a Situação de Alerta no âmbito da Proteção Civil, devido ao agravamento significativo do risco de incêndio rural

Na sequência do Despacho exarado na passada terça-feira, 3 de setembro, por Suas Excelências o Ministro da Administração Interna e o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, que declara a Situação de Alerta, no âmbito da Lei de Bases de Proteção Civil, para o período compreendido entre 4 e 8 de setembro de 2019, para a globalidade do território de Portugal Continental, face ao agravamento significativo do risco de incêndio rural, a Comissão Municipal de Proteção Civil de Portimão (CMPC) reuniu extraordinariamente esta quinta-feira de manhã nas instalações do Centro Municipal de Proteção Civil e Operações de Socorro de Portimão, para acompanhar as medidas de antecipação oportunamente implementadas no concelho, bem como avaliar a necessidade de ativar o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil.

Nesta reunião extraordinária, que contou com a participação dos diferentes Agentes de Proteção Civil (APC) e demais Entidades que concorrem para a Defesa da Floresta Contra Incêndios, foi realizada uma análise com base na avaliação de risco realizada pelo Serviço Municipal de Proteção Civil, a que se juntou a situação atual no território municipal, nomeadamente no que concerne à casuística e capacidade de resposta face ao quadro meteorológico previsto, com vista a identificar eventuais medidas mitigadoras complementares que contribuam para a manutenção da normalidade da vida dos portimonenses e de todos quantos visitam este destino turístico nesta época estival.

Desde o agravamento do quadro meteorológico, propício a ocorrência e rápida propagação de incêndios rurais, a estrutura municipal de proteção civil reforçou o pré-posicionamento de meios e recursos de combate, aproximando-os das zonas mais críticas e vulneráveis do concelho, reduzindo os tempos de chegada a eventuais ocorrências, aumentando ainda a prontidão de todos os meios de sustentação logística e apoio social às operações.

Face ao diagnóstico realizado, e à plena mobilização de meios e recursos constantes no planeamento municipal de emergência, e face ao reduzido número de ocorrências neste âmbito, a Comissão Municipal de Proteção Civil, de acordo com os critérios gerais e específicos de ativação, entendeu que não se afigurar a necessidade, no momento, de ativar o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Portimão, reforçando, no entanto, a monitorização por forma a acautelar uma eventual alteração da situação, uma vez que todos os mecanismos de resposta, assistência e sustentação logística das operações estão mobilizados ou com grau de prontidão elevado.

Neste sentido, a Sala Municipal de Operações e Gestão de Emergências do Centro Municipal de Proteção Civil e Operações de Socorro de Portimão continuará a monitorizar a situação operacional no território municipal em estreita articulação com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

De referir que o Município de Portimão, através do seu Serviço Municipal de Proteção Civil, apela a todos os munícipes que adotem comportamentos seguros nos espaços rurais, e caso detetem qualquer incêndio liguem de imediato 112, adotando as necessárias medidas de autoproteção seguindo as orientações das autoridades competentes.

De ressaltar ainda que Serviço Municipal de Proteção Civil está ao dispor dos munícipes e visitantes para quaisquer esclarecimentos adicionais, 24 horas por dia, através da Linha Municipal “Proteção 24”: 808 282 112.

Autor: Câmara Municipal de Portimão

Deixe uma resposta