Politica

Algarve sem abastecimento de combustíveis, na Páscoa, é tragédia antecipada e injustiça clamorosa

O Governo – e bem – decidiu impor serviços mínimos de acordo com o que está previsto na lei, procurando assegurar o abastecimento de combustível e a segurança das populações.


Todavia, por denúncia pública, após reunião em que participou o Ministro do Planeamento e Habitação, ontem à noite, foi tornado público e noticiado que esses serviços mínimos apenas assegurariam o abastecimento de Lisboa e Porto, tendo, inclusivamente, um destacado responsável sindical produzido declarações em que antevê graves dificuldades para o resto do território durante o período da greve.


O PSD Algarve não aceita isso, os algarvios não aceitam isso. É absurdo que aqueles que não têm alternativas de transporte público, têm menos recursos e maiores entraves de mobilidade, paguem o preço de uma decisão do Governo que mais uma vez só atende ao mapa eleitoral.
Os deputados Cristóvão Norte e José Carlos Barros apresentarão hoje mesmo um requerimento com carácter de urgência a rejeitar liminarmente esta decisão, ocasião em que exigem garantias que o aeroporto, os serviços de proteção civil e os cidadãos sejam protegidos, nas mesmas condições que Lisboa e Porto, ainda mais no período de Páscoa em que o Algarve duplica a sua população, tal pode representar tremendos prejuízos.

Autor: A Comissão Politica Distrital do PSD Algarve

Deixe uma resposta