Diversos

OPERAÇÃO DE REPRESSÃO E COMBATE À CRIMINALIDADE EM OLHÃO PERMITE DETER E IDENTIFICAR SUSPEITOS DE ROUBOS E FURTOS

O Comando Distrital de Faro informa que, esta semana, desenvolveu um conjunto de acções operacionais com vista a deter, identificar e constituir arguidos diversos suspeitos da prática de crimes contra o património, sendo alguns destes praticados de forma violenta.

A Esquadra da PSP de Olhão, através da Brigada de Investigação Criminal e no decorrer de investigações realizadas nos últimos meses relativamente a diversos ilícitos criminais ocorridos na cidade, conseguiu identificar um dos seus principais suspeitos, tendo procedido à sua detenção fora de flagrante delito em cumprimento de um mandado de detenção emitido pela autoridade judiciária.
Este cidadão português, de 34 anos de idade, com cadastro e já condenado por crimes violentos e graves, foi presente a primeiro interrogatório judicial, sendo-lhe aplicada a medida de coacção mais gravosa de prisão preventiva.
De salientar também que, na presente semana e na sequência de um roubo onde fora exercida grande violência sobre um sexagenário, uma equipa de patrulha daquela Esquadra de Olhão interceptou, quase em flagrante delito, duas mulheres suspeitas de terem sido as suas autoras. Assim, foram identificadas e constituídas arguidas, tendo a PSP recuperado o produto do roubo, cerca de 200 euros em dinheiro que foram levantados momentos antes, bem como diverso material que se comprovara ter proveniência ilícita.

Por fim, no dia de ontem e dando continuidade a esta operação de combate à criminalidade, a Brigada de Investigação de PSP Olhão apoiadas por Equipas de Intervenção Rápida da Divisão Policial de Faro e por um binómio de detecção de estupefacientes, do Grupo Operacional Cinotécnico da Unidade Especial de Policia de Faro, desencadeou mais uma acção que visou o cumprimento de dois mandados de busca domiciliária. De referir que da mesma resultaram apreensões de dinheiro, várias doses de cocaína e diversos artigos de proveniência ilícita. Foi constituído arguido um jovem de 18 anos de idade por suspeita de se dedicar à venda de estupefacientes directamente a consumidores.

Com esta operação policial o Comando Distrital de Faro acredita ter dado um duro golpe na criminalidade desta índole, reforçando a tranquilidade pública da comunidade da cidade e de quem a visita. Reiteramos que nos manteremos com especial atenção a estes fenómenos com o intuito de reprimir a actividade criminosa na região.

Autor: Comando Distrital da PSP de Faro

Deixe uma resposta