Politica

Situação dos cemitérios locais preocupa Farenses

Os Farenses estão cada vez mais preocupados com a falta de capacidade dos cemitérios locais e os problemas que têm afetado os funerais dos seus entes queridos, amigos e conhecidos.

A maioria de direita na autarquia que, desde 2009, conseguiu que Faro fosse ultrapassada já por outro Município na satisfação das necessidades de cremação na região. O PS deixou pronto o Concurso para a sua realização, como reconheceu o atual edil, então Vice-Presidente da autarquia e mesmo assim, mesmo sem que implicasse qualquer investimento na obra por parte da CMF, preferiu deixar arrastar a situação sem solução e que a capital da região seja substituída por outro Concelho para iniciar esta solução quando preferida ainda em vida pelos defuntos.

 Em 2014, a maioria de direita opôs-se à proposta do PS de fazer estudar a alternativa de resolução que vem obstando à decomposição anaeróbica dos restos mortais, nos gavetões no cemitério novo, para só agora avançar com a adjudicação de estudo técnico para a solução que assim viabilize a construção de mais locais para os 400 funerais que por ano se realizam em Faro,

Se esta situação já é causadora de grande preocupação e consternação sobre a forma como se faz o luto e se respeita a memória dos falecidos, os Farenses foram agora apanhados de surpresa com a chocante ideia do Presidente da Câmara Rogério Bacalhau, que equaciona construir um incinerador provisório só para queimar os restos mortais dos mais de 2000 corpos mumificados que aguardam decomposição no cemitério novo independentemente de ter sido essa a vontade em vida ou reflexão da comunidade e dos seus familiares em honra da memória que nos deixaram.

Apesar do pudor e respeito que o assunto nos merece, a Comissão Política Concelhia de Faro do PS vem dizer um basta a esta situação que ofende os Farenses e lamentar o estado a que se deixou chegar esta importante área da gestão camarária e rejeitar soluções que ofendam a consciência dos Farenses e o respeito pelos seus mortos.

Autor: PS/Faro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *