Diversos

ALBUFEIRA ACOLHE ÚLTIMA ETAPA DO 4º “PORTUGAL DE LÉS-A-LÉS OFF-ROAD 2018”

O 4º “Portugal de Lés-a-Lés Off-Road” chega a Albufeira, à Praça dos Pescadores, no próximo dia 29 de setembro, a partir das 14h30. Destinado aos fãs de moto-turismo em todo-o-terreno, o evento permite aos 350 participantes nacionais e estrangeiros desfrutarem das mais belas paisagens de norte a sul do País, através de um percurso com cerca de 1000 Km, por caminhos de terra batida. Considerado a maior aventura moto-turística nacional em fora-de-estrada, o evento tem uma vertente de sensibilização ambiental associada, que tem por objetivo ajudar a reflorestar Portugal através da plantação de centenas de árvores autóctones.

Albufeira volta a acolher mais um “Portugal de Lés-a-Lés”, desta feita a 4ª edição no formato “Off Road” que, de 26 a 29 de setembro, vai atravessar o País, de Macedo de Cavaleiros a Albufeira, com paragem em Castelo Branco e Reguengos de Monsaraz, num percurso com cerca de 1000 quilómetros por caminhos de terra batida, desenhado com o objetivo de proporcionar a descoberta e fruição de todo o potencial cultural e paisagístico de Portugal.

A iniciativa, da responsabilidade da Federação de Motociclismo de Portugal (FMP), conta com 350 participantes inscritos, entre os quais perto de meia centena de moto-turistas internacionais. Desprovida de espírito competitivo ou classificação, a prova de exigência técnica bastante acessível, é um verdadeiro desafio à descoberta, passando por caminhos menos conhecidos, ao longo de três etapas que compõem “a maior aventura moto-turística nacional em fora-de-estrada, onde a tranquilidade e as mais belas paisagens são companhia dos motociclistas”, refere a organização.

A terceira e última etapa do “Portugal Lés-a-Lés Off-Road” chega à Praça dos Pescadores, a 29 de setembro (sábado), a partir das 14h30, local onde motociclistas e organização vão ter à sua espera uma calorosa receção. Depois de 300 quilómetros marcados pela paisagem alentejana, a partir de Reguengos de Monsaraz, vai saber muito bem respirar a brisa do mar! Já em Albufeira, a caravana passa pelo miradouro do Pau da Bandeira, onde irá fazer uma pequena paragem para apreciar uma das paisagens mais emblemáticas da cidade, para logo de seguida descer em direção à Praça dos Pescadores, onde vai decorrer uma receção preparada pelo Município destinada a acolher e dar as boas vindas a todos os participantes.

A Federação de Motociclismo de Portugal vai aproveitar o momento para prosseguir com a campanha de sensibilização “Reflorestar Portugal de Lés-a-Lés”, iniciada o ano passado, aquando da 3ª edição do evento. A iniciativa tem por objetivo “não deixar cair no esquecimento o drama vivido nos muitos locais afetados pelos fogos florestais de 2017, voltando a dar esperança às populações do interior, ajudando a plantar centenas de árvores autóctones”.

Durante a primeira edição da Campanha foram plantadas, simbolicamente, 16 árvores autóctones nos 8 concelhos abrangidos pelo percurso do “Portugal de Lés-a-Lés”, de Boticas a Silves. Posteriormente, durante o inverno, a FMC distribuiu, pelos referidos concelhos, um total de 3750 árvores autóctones.

Esta segunda etapa do “Reflorestar Portugal de Lés-a-Lés”, agora essencialmente voltada para os mais novos, já passou pelo Agrupamento de Escolas de Macedo de Cavaleiros, no dia 26, onde 250 crianças ajudaram na plantação simbólica de um sobreiro no espaço da escola e receberam mais uma árvore para plantar nos seus quintais ou terrenos. A ação repetiu-se no dia 27 em Castelo Branco e no dia 28 em Reguengos de Monsaraz. Refira-se que as árvores são acompanhadas por uma banda desenhada explicativa, em linguagem simples, acerca das inúmeras vantagens das árvores autóctones, nomeadamente sobre a maior resistência aos fogos florestais, ou sobre a sua importância na preservação da fauna e das linhas de água.

Em Albufeira, a iniciativa decorre a um sábado, dia em que não há aulas, pelo que a Autarquia convida as crianças, pais e demais população para, no próximo dia 29, a partir das 14h30, se deslocarem até à Praça dos Pescadores para assistir à chegada das motos, aproveitando para participar na Campanha. Cada criança irá receber uma árvore para plantar no quintal ou no jardim lá de casa, para que possa cuidar e ver crescer, acompanhada de um livro de BD que alerta para a destruição da floresta pelos incêndios e para a necessidade de promover a sua reflorestação com espécies autóctones.

Autor: Câmara Municipal de Lagos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *