Diversos

O Choque Frontal ao Vivo é um programa de Rádio.

O pequeno auditório do TEMPO-Teatro Municipal de Portimão é palco deste Programa de Rádio, desta celebração, uma jam session de artistas, onde outras formas de arte também têm o seu lugar, que é gravado ao vivo e vai para o “ar” no Sábado seguinte na ALVOR FM. De 2 em 2 meses este artista plástico João Sena, apresenta novas telas pintadas exclusivamente para o Choque Frontal ao Vivo que são exibidas por trás dos artistas convidados. Os convidados que assistem ao programa Choque Frontal ao Vivo podem ainda conviver com os artistas no final de cada programa e conhecer o Algarve em estado líquido, provando vinhos regionais… Parceria com a Rota dos vinhos, que em cada programa apresenta um vinho diferente. Para acompanhar os vinhos após gravação do programa os convidados também podem apreciar os doces da pastelaria Delicias. Entrada grátis por convite.

O programa de Rádio Choque Frontal ao Vivo regressa dia 15 de Setembro de 2018! O Choque Frontal ao Vivo apresenta “Menino do sonho pintado” o novo disco de originais de Luís Galrito. Participam neste trabalho vários convidados, onde se destacam Dino D’Santiago, João Afonso, Reflect e Napoleão Mira, contando com a colaboração nos arranjos de João Nunes, Gabriel Costa e Luís Melgueira. Letrista, compositor, e intérprete das suas canções, nota-se em Luís Galrito uma genuína vertente de trovador, um saudável misto das raízes alentejanas, de onde é oriundo, e das referências urbanas mais modernas.

Há uma intervenção despretensiosa e natural nos seus temas, aliada a uma visão algo romântica que renasce continuadamente nos seus textos e se revive de uma voz, com um timbre bem peculiar, e uma guitarra mano a mano.
Com o sucesso que este programa de Rádio gravado ao vivo tem alcançado, muitos são aqueles que querem participar e em breve teremos AGRADÁVEIS SURPRESAS e programas EXTRA do Choque Frontal ao Vivo.
Outros convidados agendados até ao final de 2018. 31 Outubro – Stone Breaker Dos The Presidentes, nasceram os Stone Breaker. O ideal e a filosofia são os mesmos! Não se levando a sério, entregues de corpo e alma como se não houvesse amanha. Até porque talvez não o haja. Stone Breaker é isso mesmo. É pedra, é partir…é recuperar do que está partido/sem imitar os erros do passado, é recomeçar apesar de difícil e duro, é seguir o sonho, com alma, com coração. De peito feito às balas e notas ao alto, a trabalhar duro e brincar duro… esta é a filosofia e a fibra deste grupo de Rock. 29 Novembro – Filipe Cabeçadas Filipe Cabeçadas é um e muitos em simultâneo: compositor, multi-instrumentista e produtor farense. Como músico, participou em diversas bandas, todas com o seu mérito e tempo. O seu percurso musical começa em meados de 1997. O resultado de uma rebeldia pura, baseada nalguma dificuldade na afirmação e interação social. Estuda no Conservatório de Música, enquanto forma os Mindlock e compõe sobre a revolta interior e o inconformismo ao som do metal. Junta-se a outras bandas algarvias de rock independente, tais como: Melomeno-Rítmica, oLUDO e os Nome. Toca atualmente com Diogo Piçarra. Grava discos, aprende a filosofia das covers e dos bares, e colabora como freelancer com múltiplos artistas. Por entre os anos, surgem as amizades, viagens e vidas cruzadas que trilham uma forma de estar despreocupada, mas atenta. Um olhar humilde, mas crítico dos tempos. Em Novembro de 2018, é lançado o seu primeiro disco a solo “20.1”!
Os convites para assistir à gravação do programa, são gratuitos e podem ser reservados pelo email do programa: choquefrontalaovivo@gmail.com

Autor: Ricardo Coelho | Júlio Ferreira

Deixe uma resposta