Cultura

Tavira: Dia Internacional dos Museus: “Da terra à cerâmica tradicional”

No âmbito do Dia Internacional dos Museus e do programa Dieta Mediterrânica Todo o Ano realiza-se, no dia 19 de maio, entre as 10h00 e as 12h00, em Santa Catarina da Fonte do Bispo, o passeio “Da terra à cerâmica tradicional”, sob a orientação do arquiteto José Lima e coordenação da antropóloga municipal, Luísa Ricardo.

O passeio tem como pano de fundo a faixa geológica do grés de Silves, onde se implantam os telheiros de produção de cerâmica tradicional, que marca a transição entre o barrocal (fundamentalmente construído por “barros vermelhos” e calcários) e a serra, onde predominam os xistos do maciço ibérico.

Neste encontro são abordadas as diversas formas de utilização das terras argilosas nos sistemas construtivos tradicionais do Algarve que, para além das conhecidas telhas ou tijoleiras de Santa Catarina, englobam, também, a construção de paredes de taipa, adobe ou alvenaria de pedra, em que a terra é utilizada como argamassa de assentamento.

Complementarmente, apelando a novos públicos e tendo por base estudos científicos multidisciplinares recentes, são apresentadas novas abordagens de utilização da terra como material eco-eficiente, adequado para o revestimento de espaços interiores em obras de reabilitação ou arquitetura contemporânea.

Assim, no seguimento do tema “Museus hiperconectados: novas abordagens novos públicos”, proposto pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM), pretende-se com esta ação salientar a importância do conhecimento científico e das novas tecnologias aplicadas ao estudo de materiais e técnicas tradicionais, assim como o esforço articulado entre várias disciplinas, agentes e pessoas, no qual o museu assume um papel fundamental.

“Dieta Mediterrânica Todo o Ano” é um programa de atividades de salvaguarda da Dieta Mediterrânica que tem como objetivo divulgar as múltiplas dimensões do estilo de vida e da paisagem cultural mediterrânica. Pretende-se, na perspetiva da sustentabilidade (social, ambiental e económica), dar a conhecer as paisagens produtivas, os alimentos, os saberes-fazeres e as ameaças à sua continuidade, assim como explorar, experimentar e saborear.

 

O programa integra passeios de interpretação do território, demonstrações culinárias, mostras fílmicas, oficinas de arte e artesanato, entre outras atividades. As ações são promovidas pelo Museu Municipal de Tavira e contam com a colaboração dos habitantes locais e parcerias com outras instituições, abrangendo o saber empírico e o científico.

A inscrição, obrigatória e limitada, deverá ser efetuada até dia 17 de maio. Mais informações através do número 281 320 500 (ext.: 2305) ou do email: edu.museus@cm-tavira.pt.

Acerca do orientador:

José Lima é arquiteto com especialização em Reabilitação de Edifícios. Profissionalmente, tem desenvolvido projetos e obras nos domínios da construção sustentável, reabilitação e conservação do património vernacular. Como investigador está a trabalhar na tese de doutoramento na FA-UL, em parceria com a FCT-UNL e o LNEC, com financiamento da Fundação para a Ciência e Tecnologia (SFRH/BD/119703/2016), sobre o tema do contributo dos rebocos de terra para a regulação da humidade dos ambientes interiores dos edifícios.

Câmara Municipal de Tavira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *